Lindbergh: ‘Sérgio Moro é um fantoche da Globo’

Durante participação no ato que levou milhares de pessoas à avenida Paulista, nessa quinta-feira, 20, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, fez um duro discurso contra o juiz Sérgio Moro; "Sérgio Moro, você é um covarde. Porque juiz não é isso, juiz é imparcial. Sérgio Moro, você é um fantoche da rede Globo. Quero ver você ter coragem de bloquear as contas do Aécio", desafiou o senador petista

Durante participação no ato que levou milhares de pessoas à avenida Paulista, nessa quinta-feira, 20, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, fez um duro discurso contra o juiz Sérgio Moro; "Sérgio Moro, você é um covarde. Porque juiz não é isso, juiz é imparcial. Sérgio Moro, você é um fantoche da rede Globo. Quero ver você ter coragem de bloquear as contas do Aécio", desafiou o senador petista
Durante participação no ato que levou milhares de pessoas à avenida Paulista, nessa quinta-feira, 20, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, fez um duro discurso contra o juiz Sérgio Moro; "Sérgio Moro, você é um covarde. Porque juiz não é isso, juiz é imparcial. Sérgio Moro, você é um fantoche da rede Globo. Quero ver você ter coragem de bloquear as contas do Aécio", desafiou o senador petista (Foto: Aquiles Lins)

SP 247 - Durante participação no ato que levou milhares de pessoas à avenida Paulista, nessa quinta-feira, 20, em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, fez um duro discurso contra o juiz Sérgio Moro, que condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão no caso do "triplex do Guarujá". 

"Sérgio Moro, você é um covarde. Porque juiz não é isso, juiz é imparcial. Sérgio Moro, você é um fantoche da rede Globo. Quero ver você ter coragem de bloquear as contas do Aécio", desafiou o senador petista. 

Mais cedo, Lindbergh participou de entrevista coletiva na sede do Diretório Nacional do PT, junto com a presidente do partido, senadora Gleisi Hoffmann, do advogado do ex-presidente Lula Cristiano Zanin Martins e de outros líderes petistas, em que reafirmou que o juiz Moro não dispunha de provas para condenar Lula. 

No discurso na Paulista, Lindbergh também criticou a Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) e as elites econômicas do País. "Vocês são irresponsáveis, não deixaram a presidente Dilma governar, se aliaram a Eduardo Cunha, a Aécio Neves. Os senhores diziam para a gente que era só tirar a Dilma que tudo melhorava. Eu pergunto a vocês: melhorou?" questionou Lindbergh. 

Assista o discurso acima. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247