Luciana Genro diz que Lula e PT querem Temer no poder

A ex-deputada Luciana Genro, candidata do PSOL ao Planalto nas eleições de 2014, acusa Lula e o PT de fingirem interesse na queda de Michel Temer; ela afirma que o ex-presidente e seu partido preferem prolongar o desgaste do presidente até as eleições de 2018; "O PT não tem interesse em derrubar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes para quem assumir depois", diz  

A ex-deputada Luciana Genro, candidata do PSOL ao Planalto nas eleições de 2014, acusa Lula e o PT de fingirem interesse na queda de Michel Temer; ela afirma que o ex-presidente e seu partido preferem prolongar o desgaste do presidente até as eleições de 2018; "O PT não tem interesse em derrubar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes para quem assumir depois", diz
 
A ex-deputada Luciana Genro, candidata do PSOL ao Planalto nas eleições de 2014, acusa Lula e o PT de fingirem interesse na queda de Michel Temer; ela afirma que o ex-presidente e seu partido preferem prolongar o desgaste do presidente até as eleições de 2018; "O PT não tem interesse em derrubar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes para quem assumir depois", diz   (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Rio Grande do Sul 247 - Na avaliação de Luciana Genro, ex-deputada e candidata do PSOL à Presidência em 2014, Lula e o PT fingem interesse na queda de Michel Temer. Ela afirma que o ex-presidente e seu partido preferem prolongar o desgaste de Temer até as eleições de 2018.

"O PT não tem interesse em derrubar Temer agora. Eles querem deixar o governo sangrar e fazer os ajustes para quem assumir depois", diz.

Luciana está cética quanto à chance de afastamento do presidente, denunciado sob acusação de corrupção. "Eu teria esperança se houvesse uma grande mobilização popular empurrando a Câmara a abrir o processo."

A ex-deputada sustenta que a cúpula petista não se mexeu para evitar o esvaziamento das ruas. Ela diz que PT e PMDB já haviam se unido para barrar a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral. "Ali o Temer poderia ter caído, havia clima político para isso."

Na semana passada, Lula criticou o PSOL e disse que o partido precisa vencer uma eleição para parar de "frescura". "Eles vão perceber que não dá para a gente nadar teoricamente. Entra na água e vai nadar, porra", afirmou o ex-presidente, em entrevista ao programa "Na Sala do Zé".

As informações são de Bernardo Mello Franco na Folha de S.Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247