Lula: ataque à sede do PT em SP é “inadmissível”

Em texto publicado nas redes sociais, o ex-presidente lembra do quinto ataque "apenas em 2015" a um prédio ligado ao Partido dos Trabalhadores ou à CUT ao criticar invasão no Diretório Municipal do PT em São Paulo na madrugada de segunda-feira; "O edifício foi invadido e revirado, mas nenhum objeto foi roubado. Tentativas de intimidação a qualquer partido, movimento ou agente político são inadmissíveis numa democracia", protesta Lula; ele destaca que se espera "que as autoridades competentes investiguem e revelem os responsáveis pela agressão"; no dia 30 de julho, a sede do Instituto Lula, também na capital paulista, foi alvo de um ataque a bomba; a Polícia Federal investiga o caso

Em texto publicado nas redes sociais, o ex-presidente lembra do quinto ataque "apenas em 2015" a um prédio ligado ao Partido dos Trabalhadores ou à CUT ao criticar invasão no Diretório Municipal do PT em São Paulo na madrugada de segunda-feira; "O edifício foi invadido e revirado, mas nenhum objeto foi roubado. Tentativas de intimidação a qualquer partido, movimento ou agente político são inadmissíveis numa democracia", protesta Lula; ele destaca que se espera "que as autoridades competentes investiguem e revelem os responsáveis pela agressão"; no dia 30 de julho, a sede do Instituto Lula, também na capital paulista, foi alvo de um ataque a bomba; a Polícia Federal investiga o caso
Em texto publicado nas redes sociais, o ex-presidente lembra do quinto ataque "apenas em 2015" a um prédio ligado ao Partido dos Trabalhadores ou à CUT ao criticar invasão no Diretório Municipal do PT em São Paulo na madrugada de segunda-feira; "O edifício foi invadido e revirado, mas nenhum objeto foi roubado. Tentativas de intimidação a qualquer partido, movimento ou agente político são inadmissíveis numa democracia", protesta Lula; ele destaca que se espera "que as autoridades competentes investiguem e revelem os responsáveis pela agressão"; no dia 30 de julho, a sede do Instituto Lula, também na capital paulista, foi alvo de um ataque a bomba; a Polícia Federal investiga o caso (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

SP 247 – Pouco depois da invasão ao Diretório Municipal do PT em São Paulo, ocorrida na madrugada de segunda-feira 17, o ex-presidente Lula publicou um texto em sua página no Facebook lembrando que este é o quinto ataque "apenas em 2015" a um prédio ligado ao Partido dos Trabalhadores ou à CUT.

"O edifício foi invadido e revirado, mas nenhum objeto foi roubado. Tentativas de intimidação a qualquer partido, movimento ou agente político são inadmissíveis numa democracia", escreveu Lula, pedindo "que as autoridades competentes investiguem e revelem os responsáveis pela agressão".

No dia 30 de julho, a sede do Instituto Lula, também na capital paulista, foi alvo de um ataque a bomba. O caso agora é alvo de investigação da Polícia Federal. Em março, o diretório do PT paulista e o diretório do partido em Jundiaí, no interior de São Paulo, também foram alvos de bombas.

Ao comentar a sequência de ataques, o presidente do diretório municipal, vereador Paulo Fiorilo, afirmou que não é momento para recuo e ressaltou que a militância petista não deve se amedrontar. "É preciso ter coragem, e, mais do que coragem, clareza de que não podemos recuar neste momento", declarou.

Abaixo, a íntegra do texto publicado por Lula:

Pela quinta vez apenas em 2015, um prédio ligado ao Partido dos Trabalhadores ou à Cut Brasil é atacado. Desta vez foi o Diretório Municipal do PT em São Paulo, no centro da capital. O edifício foi invadido e revirado na madrugada dessa segunda, mas nenhum objeto foi roubado. Tentativas de intimidação a qualquer partido, movimento ou agente político são inadmissíveis numa democracia. Manifestamos nossa solidariedade ao Partido dos Trabalhadores de São Paulo e esperamos que as autoridades competentes investiguem e revelem os responsáveis pela agressão.

Instituto Lula

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email