Lula: 'levo de Sergipe a mais grata lembrança e o carinho do povo'

Ato final da passagem da caravana "Lula pelo Brasil" em Sergipe foi de demonstração que os programas sociais implementados pelo ex-presidente fizeram e fazem a diferença na vida da população; vários sergipanos agradeceram pela oportunidade de ter melhorado de vida, através do Bolsa Família, por poder ter acesso ao Ensino Superior, através do ProUni, das cotas e com a ampliação das vagas das universidades públicas; "Saio daqui após conversar com muita gente e passar por várias cidades e digo para vocês que levo de Sergipe a mais grata lembrança e carinho que poucas vezes um ser humano pode receber", disse Lula; De Sergipe, a caravana seguiu para Alagoas

Ato final da passagem da caravana "Lula pelo Brasil" em Sergipe foi de demonstração que os programas sociais implementados pelo ex-presidente fizeram e fazem a diferença na vida da população; vários sergipanos agradeceram pela oportunidade de ter melhorado de vida, através do Bolsa Família, por poder ter acesso ao Ensino Superior, através do ProUni, das cotas e com a ampliação das vagas das universidades públicas; "Saio daqui após conversar com muita gente e passar por várias cidades e digo para vocês que levo de Sergipe a mais grata lembrança e carinho que poucas vezes um ser humano pode receber", disse Lula; De Sergipe, a caravana seguiu para Alagoas
Ato final da passagem da caravana "Lula pelo Brasil" em Sergipe foi de demonstração que os programas sociais implementados pelo ex-presidente fizeram e fazem a diferença na vida da população; vários sergipanos agradeceram pela oportunidade de ter melhorado de vida, através do Bolsa Família, por poder ter acesso ao Ensino Superior, através do ProUni, das cotas e com a ampliação das vagas das universidades públicas; "Saio daqui após conversar com muita gente e passar por várias cidades e digo para vocês que levo de Sergipe a mais grata lembrança e carinho que poucas vezes um ser humano pode receber", disse Lula; De Sergipe, a caravana seguiu para Alagoas (Foto: Paulo Emílio)

Sergipe 247 - O ato final da passagem da caravana "Lula pelo Brasil" em Sergipe foi de demonstração que os programas sociais implementados pelo ex-presidente fizeram e fazem a diferença na vida da população. No início da tarde desta terça-feira, 22, vários sergipanos se apresentaram a Lula para agradecer pela oportunidade de ter melhorado de vida, através do Bolsa Família, por poder ter acesso ao Ensino Superior, através do ProUni, das cotas e com a ampliação das vagas das universidades públicas.

Em evento ocorrido no Iate Clube, centenas de pessoas se reuniram para ouvir o que Lula tinha a dizer em seu último evento em Sergipe. O ex-presidente fez um breve relato relembrando os momentos marcantes dos dias anteriores no Estado, disse que ficou emocionado com as manifestações de carinho da população, falou sobre o propósito da sua caravana, que não tem cunho político e sim de realizar um diagnóstico pelo país, destacou os bons tempos que o Brasil passava enquanto ele era governante e homenageou, mais uma vez, o ex-governador Marcelo Déda.

O vice-presidente nacional do PT e coordenador da caravana "Lula pelo Brasil", Márcio Macêdo agradeceu a toda população sergipana e de estados vizinhos que compareceram aos atos e manifestaram seu apoio ao ex-presidente.

"Quero agradecer a atenção do povo, que nos recebeu muito bem. Agradeço às cidades da Bahia, mas também quero dizer que o menor estado da federação fez até agora a maior recepção da caravana. Por isso quero dizer obrigado a Estância, e toda a região do Centro-Sul, a Itabaiana, Lagarto, São Domingos e Campo do Brito, por onde passamos, Glória e todo o Sertão sergipano. Agradeço também a minha querida e amada Aracaju. Estamos nos despedindo da caravana de esperança do presidente Lula. Quero dizer que até o dia 5 de setembro estaremos na estrada. Vamos para Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e vamos terminar em São Luís do Maranhão. Mas quero destacar que a fotografia mais bonita dessa caravana é a do estado de Sergipe", enfatizou Márcio Macêdo.

Lula também relembrou sua passagem pelas cidades sergipanas, as homenagens que recebeu e relatou sobre as experiências que teve pelo Estado. "Vivo um momento muito gratificante. Ontem fui receber título de Doutor Honoris Causa, em Lagarto. Hoje chego aqui e a primeira pessoa que me cumprimenta, que deve ter 60 anos, estava de chapéu na cabeça, lágrima nos olhos, e me agradeceu porque a filha dela vai fazer curso de Medicina na UFS [Universidade Federal de Sergipe]. Então saio daqui após conversar com muita gente e passar por várias cidades e digo para vocês que levo de Sergipe a mais grata lembrança e carinho que poucas vezes um ser humano pode receber".

Beneficiados

Durante o ato, em Aracaju, diversas pessoas se manifestaram para relatar ao ex-presidente como os programas sociais mudaram suas vidas. Uma delas foi Adriel Alcântara, que levou seu diploma do curso de Direito, conquistado graças ao ProUni. Dois jovens também conversaram com Lula e contaram que, graças ao apoio dele, podiam cursar Medicina.

A história de um desses dois jovens foi contada por Juliana Santos. "Há dois valores importantes para mim, que são a gratidão e a amizade. E vou contar a história de minha amizade com um rapaz de Itabi, que tinha quebrado todas as amarras e passou em Medicina pelas cotas, uma política que se não fosse por Lula, que teve muita coragem, jamais ninguém teria feito".

Já Ivy Mayara, moradora do Morro do Avião, se formou graças ao ProUni. "Com o Bolsa Família tive a oportunidade de me alimentar e através de Marcelo Déda tive acesso a moradia digna. Após o ensino médio tive a oportunidade de passar no ProUni pelo Enem [Exame Nacional do Ensino Médio], tenho formação em Administração e foi com o dinheiro do Bolsa Família que comprei computador, que paguei todas as mensalidades da internet, que hoje estou aqui e agradeço de coração. E venho aqui pedir meu desligamento voluntário desse programa, pois não preciso mais", finalizou Ivy, contando, ainda, que agora é cadastradora do Bolsa Família para ajudar outras famílias.

Após ouvir todos os depoimentos, Lula fez um pedido aos jovens. "Obrigado a esses jovens e o único agradecimento [dos que vão se formar em Medicina] que quero depois é que não virem médicos mercenários. Quero que vocês devolvam aprendizado que tiveram para dar atendimento a pessoas mais pobres que muitas vezes precisam de ajuda e não conseguem encontrar", declarou.

Homenagens

Assim como nos demais municípios, Lula foi homenageado por diversos grupos culturais e sociais. Em Aracaju ele conversou com catadores de materiais recicláveis, com Federação dos Trabalhadores na Agricultura e assistiu e participou de manifestações do movimento rural dos trabalhadores, de grupo negro e dos índios da tribo Xocó.

Caravana

A caravana "Lula pelo Brasil" depois de Sergipe segue para Alagoas. Segundo o vice-presidente do PT, Márcio Macêdo, esta iniciativa tem foco programático. "Lula quer conversar com sua gente e seu povo", complementou.

A vice-prefeita Eliane Aquino comentou sobre a viagem de Lula durante três dias em território sergipano. "Estivemos rodando o interior e nessa cidade que Lula chegou agora é o coração de Sergipe. Aqui nasceram todas as suas obras e sua política. E queremos que isso volte, pois estamos sofrendo".

Para o ex-presidente, a caravana serve para dizer a todos que existem condições para mudar o Brasil. Ele também disse que deixa Sergipe com o sentimento de eterna gratidão e que voltará ao estado quantas vezes forem necessárias para defender a honra da população. "Vou agora a Alagoas, onde recebo título de Doutor Honoris Causa na Universidade de Arapiraca. Depois vou a Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e termino no Maranhão, sabendo que eu gostaria de ser o portador de sonhos e esperança, pois sem esperança não vamos a lugar nenhum", acrescentou.

Lula ainda aproveitou a oportunidade para relembrar sua primeira vinda a Sergipe e de como conheceu Déda. "A primeira vez que vim aqui, acho que em 85, tinha um moleque chamado Déda que se meteu a ser candidato a prefeito. Ele perdeu as eleições, mas marcou história. E aquele menino virou governador. E o amigo dele terminou virando presidente da República", concluiu.

Resistência

O ato de hoje também foi utilizado para manifestar resistência. Márcio Macêdo comentou que o país passa, atualmente, por um momento difícil da democracia e que estão tentando criminalizar o partido e os movimentos sociais. Ele também disse que há tentativa de destruir a imagem de Lula, e que a agenda que está em curso quer acabar com a aposentadoria, as leis trabalhistas, vender o patrimônio nacional e entregar a Petrobras. "Essa agenda só pode ser barrada nas ruas com o movimento social", destacou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247