Márcio Lacerda, do PSB, articula frente de prefeitos contra golpe

O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, articula uma frente dos prefeitos das capitais brasileiras contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele, inclusive, já preparou um documento favorável à manutenção de Dilma no Planalto; Lacerda tem atuado em conjunto com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), na conversa com os gestores; o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), já foi um dos consultados

O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, articula uma frente dos prefeitos das capitais brasileiras contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele, inclusive, já preparou um documento favorável à manutenção de Dilma no Planalto; Lacerda tem atuado em conjunto com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), na conversa com os gestores; o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), já foi um dos consultados
O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, articula uma frente dos prefeitos das capitais brasileiras contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff; ele, inclusive, já preparou um documento favorável à manutenção de Dilma no Planalto; Lacerda tem atuado em conjunto com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), na conversa com os gestores; o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), já foi um dos consultados (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, articula uma frente dos prefeitos das capitais brasileiras contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ele, inclusive, já preparou um documento favorável à manutenção de Dilma no Planalto.

Lacerda tem atuado em conjunto com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), nas sondagens dos dirigentes das capitais. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), já foi um dos consultados. Ele disse que ainda não há data para que o documento seja divulgado.

O prefeito de BH sugere que Dilma deixe o PT e que o partido também desista de concorrer à eleição presidencial de 2018. "Ela poderia assumir um papel de magistrada em todo o processo", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email