Marco Maia: ‘governo arregimenta para si uma base conservadora ávida por sangue’

O deputado federal Marco Maia (PT-RS) foi mais um parlamentar a criticar a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro anunciada por Michel Temer; “Ao que tudo indica o Golpista tenta achar uma tábua de salvação com a intervenção militar no RJ. 1. Muda o foco do debate, com isso a reforma da previdência sai ao natural da pauta. 2. Arregimenta para si uma base conservadora ávida por sangue. 3.Tenta mostrar ação na segurança”, disse

O deputado federal Marco Maia (PT-RS) foi mais um parlamentar a criticar a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro anunciada por Michel Temer; “Ao que tudo indica o Golpista tenta achar uma tábua de salvação com a intervenção militar no RJ. 1. Muda o foco do debate, com isso a reforma da previdência sai ao natural da pauta. 2. Arregimenta para si uma base conservadora ávida por sangue. 3.Tenta mostrar ação na segurança”, disse
O deputado federal Marco Maia (PT-RS) foi mais um parlamentar a criticar a intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro anunciada por Michel Temer; “Ao que tudo indica o Golpista tenta achar uma tábua de salvação com a intervenção militar no RJ. 1. Muda o foco do debate, com isso a reforma da previdência sai ao natural da pauta. 2. Arregimenta para si uma base conservadora ávida por sangue. 3.Tenta mostrar ação na segurança”, disse (Foto: Leonardo Lucena)

Rio Grande do Sul 247 – O deputado federal Marco Maia (PT-RS) foi mais um parlamentar a criticar a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro anunciada nesta sexta-feira (16) por Michel Temer.

“Ao que tudo indica o Golpista tenta achar uma tábua de salvação com a intervenção militar no RJ. 1. Muda o foco do debate, com isso a reforma da previdência sai ao natural da pauta. 2. Arregimenta para si uma base conservadora ávida por sanque. 3.Tenta mostrar ação na segurança”, escreveu o congressista, neste sábado (17), no Twitter.

Com a medida, as Forças Armadas assumirão a responsabilidade do comando das polícias Civil e Militar no estado do Rio até o dia 31 de dezembro de 2018. O interventor federal será o general Walter Souza Braga Netto, comandante do Leste. Ele também assumirá o comando da Secretaria de Administração Penitenciária e do Corpo de Bombeiros.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247