Marconi investiga existência de servidores fantasmas

Medida seria em resposta às denúncias da Operação Compadrio, do Ministério Público, que revelou fantasmas indicados pelo ex-deputado Sebastião da Costa (PT do B) no Estado; trabalho será realizado pela Segplan, Sefaz e Casa Civil, que ficou encarregada de redigir decreto para responsabilizar secretários e dirigentes de agências ou estatais que nomearem servidores que não cumprirem jornada

Governador Marconi Perillo no Lan�amento do Projeto de Moderniza��o das Agenfas, Assinatura do Termo de Coopera��o do Grupo de Prote��o � Ordem Tribut�ria e Lan�amento do Batalh�o Militar Fazend�rio. Data: 21.07.2015. Fotos: Wagnas Cabral.
Governador Marconi Perillo no Lan�amento do Projeto de Moderniza��o das Agenfas, Assinatura do Termo de Coopera��o do Grupo de Prote��o � Ordem Tribut�ria e Lan�amento do Batalh�o Militar Fazend�rio. Data: 21.07.2015. Fotos: Wagnas Cabral. (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Goiás 247 - O governador Marconi Perillo (PSDB) determinou a investigação sobre a existência de servidores fantasmas no Estado. A medida seria em resposta às denúncias da Operação Compadrio, do Ministério Público, que revelou fantasmas indicados pelo ex-deputado Sebastião da Costa (PT do B) no Estado, confirma a coluna Giro, do jornal O Popular.

De acordo com Jarbas Rodrigues, o trabalho será realizado pela Segplan, Sefaz e Casa Civil. A secretaria ficou encarregada de redigir decreto para responsabilizar secretários e dirigentes de agências ou estatais que nomearem servidores que não cumprirem jornada.

“A implantação do ponto eletrônico em praticamente todos órgãos do governo já tinha o objetivo de identificar servidores que não trabalham”, diz um secretário para a coluna.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email