Marconi projeta venda da Celg até maio

Na conversa com jornalista e blogueiros, na manhã desta quinta-feira, o governador Marconi Perilo afirmou que o leilão da Celg deve ser realizado até o mês de maio; atualmente, a companhia é administrada pelo governo federal e o processo de privatização já foi autorizada pela presidente Dilma Rousseff; empresas europeias e chinesas têm interesse na compra da Celg e o valor mínimo para o leilão é de R$3 bilhões; "Essa é a melhor solução. A Celg hoje dá prejuízo mensal de R$ 100 milhões e a venda vai significar a entrada de investimentos na companhia. O leilão dever ser iniciado em abril ou no mais tardar em maio", disse Marconi

Na conversa com jornalista e blogueiros, na manhã desta quinta-feira, o governador Marconi Perilo afirmou que o leilão da Celg deve ser realizado até o mês de maio; atualmente, a companhia é administrada pelo governo federal e o processo de privatização já foi autorizada pela presidente Dilma Rousseff; empresas europeias e chinesas têm interesse na compra da Celg e o valor mínimo para o leilão é de R$3 bilhões; "Essa é a melhor solução. A Celg hoje dá prejuízo mensal de R$ 100 milhões e a venda vai significar a entrada de investimentos na companhia. O leilão dever ser iniciado em abril ou no mais tardar em maio", disse Marconi
Na conversa com jornalista e blogueiros, na manhã desta quinta-feira, o governador Marconi Perilo afirmou que o leilão da Celg deve ser realizado até o mês de maio; atualmente, a companhia é administrada pelo governo federal e o processo de privatização já foi autorizada pela presidente Dilma Rousseff; empresas europeias e chinesas têm interesse na compra da Celg e o valor mínimo para o leilão é de R$3 bilhões; "Essa é a melhor solução. A Celg hoje dá prejuízo mensal de R$ 100 milhões e a venda vai significar a entrada de investimentos na companhia. O leilão dever ser iniciado em abril ou no mais tardar em maio", disse Marconi (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Na conversa com jornalista e blogueiros, na manhã desta quinta-feira, o governador Marconi Perilo afirmou que o leilão da Celg deve ser realizado até o mês de maio. Atualmente, a companhia é administrada pelo governo federal e o processo de privatização já foi autorizada pela presidente Dilma Rousseff (PT). 

Empresas europeias e chinesas têm interesse na compra da Celg e o valor mínimo para o leilão é de R$3 bilhões. "Essa é a melhor solução. A Celg hoje dá prejuízo mensal de R$ 100 milhões e a venda vai significar a entrada de investimentos na companhia. O leilão dever ser iniciado em abril ou no mais tardar em maio", disse Marconi.

O governador afirmou que os recursos oriundos da venda da empresa serão usados exclusivamente para investimentos no Estado. "Isso está definido e o projeto já foi envidado para Assembleia Legislativa. Os recursos da venda da Celg serão usados em obras de infraestrutura, estradas e investimentos no Estado".

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247