Mascherano é condenado a prisão por fraude fiscal

Argentino que joga no Barcelona aceitou sentença de um ano de prisão por evasão fiscal como parte de um acordo de delação premiada, relatou a mídia espanhola, embora seja pouco provável que ele cumpra a pena na prisão; Mascherano declarou-se culpado no ano passado por fraudar as autoridades fiscais espanholas em mais de 1,5 milhão de euros ao ocultar ganhos de direitos de imagens usando companhias estabelecidas nos EUA e Portugal

Argentino que joga no Barcelona aceitou sentença de um ano de prisão por evasão fiscal como parte de um acordo de delação premiada, relatou a mídia espanhola, embora seja pouco provável que ele cumpra a pena na prisão; Mascherano declarou-se culpado no ano passado por fraudar as autoridades fiscais espanholas em mais de 1,5 milhão de euros ao ocultar ganhos de direitos de imagens usando companhias estabelecidas nos EUA e Portugal
Argentino que joga no Barcelona aceitou sentença de um ano de prisão por evasão fiscal como parte de um acordo de delação premiada, relatou a mídia espanhola, embora seja pouco provável que ele cumpra a pena na prisão; Mascherano declarou-se culpado no ano passado por fraudar as autoridades fiscais espanholas em mais de 1,5 milhão de euros ao ocultar ganhos de direitos de imagens usando companhias estabelecidas nos EUA e Portugal (Foto: José Barbacena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Reuters - O jogador Javier Mascherano aceitou uma sentença 1 ano de prisão por evasão fiscal nesta quinta-feira, como parte de um acordo de delação premiada, relatou a mídia espanhola, embora seja pouco provável que ele cumpra pena na prisão.

O argentino de 31 anos, que está no Barcelona desde agosto de 2010, declarou-se culpado no ano passado por fraudar as autoridades fiscais espanholas em mais de 1,5 milhão de euros ao ocultar ganhos de direitos de imagens usando companhias estabelecidas nos Estados Unidos e Portugal.

Durante breve aparição no tribunal nesta quinta-feira, ele concordou em pagar multa de 800 mil euros e cobrir os custos legais, relatou o jornal El País. Sentenças menores que 2 anos não são normalmente aplicadas na Espanha. Mascherano também pagou os impostos não pagos e mais cerca de 200 mil euros em juros.

Em publicação no Twitter, Mascherano reconheceu o acordo de delação premiada, e disse que reservou o direito de tomar ação legal contra aqueles que o aconselharam de forma errada sobre suas finanças pessoais.

O colega de Mascherano na seleção argentina e no Barcelona, Lionel Messi, eleito o melhor do mundo neste ano, deve se apresentar ao tribunal com seu pai no final de maio para responder acusações de fraude fiscal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247