MDB quer “grife” Vieira Lima fora do partido

Deputados da agremiação analisam sugerir ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) que se filie a uma legenda menor com a condição de ter apoio total do grupo para se reeleger; preocupação é de que a sigla não seja aceita numa coligação com o prefeito ACM Neto (DEM) e outros partidos do campo da oposição; isolamento da grife” Vieira Lima dos irmãos Geddel, que está preso, e do deputado federal Lúcio é o caso do bunker, em Salvador, onde foram encontrados pela PF R$ 51 milhões em dinheiro

Deputados da agremiação analisam sugerir ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) que se filie a uma legenda menor com a condição de ter apoio total do grupo para se reeleger; preocupação é de que a sigla não seja aceita numa coligação com o prefeito ACM Neto (DEM) e outros partidos do campo da oposição; isolamento da grife” Vieira Lima dos irmãos Geddel, que está preso, e do deputado federal Lúcio é o caso do bunker, em Salvador, onde foram encontrados pela PF R$ 51 milhões em dinheiro
Deputados da agremiação analisam sugerir ao deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) que se filie a uma legenda menor com a condição de ter apoio total do grupo para se reeleger; preocupação é de que a sigla não seja aceita numa coligação com o prefeito ACM Neto (DEM) e outros partidos do campo da oposição; isolamento da grife” Vieira Lima dos irmãos Geddel, que está preso, e do deputado federal Lúcio é o caso do bunker, em Salvador, onde foram encontrados pela PF R$ 51 milhões em dinheiro (Foto: Voney Malta)

Bahia 247 – Antes fortes lideranças do MDB baiano, a “grife” Vieira Lima dos irmãos Geddel –preso, e do deputado federal Lúcio Vieira Lima não são bem vistos pelo companheiros de partido. A preocupação é de que a sigla não seja aceita numa coligação com o prefeito ACM Neto (DEM) e outros partidos do campo da oposição.

Deputados da agremiação analisam sugerir ao deputado federal Lúcio Vieira Lima que se filie a uma legenda menor com a condição de ter apoio total do grupo para se reeleger. O motivo do isolamento do MDB hoje são as ligações da família Vieira Lima, em especial do irmão dele, o ex-ministro Geddel, que está preso, com o caso do bunker em Salvador onde foram encontrados R$ 51 milhões em dinheiro, situação que, na avaliação de peemedebistas, poderia ser sanada, caso Lúcio deixasse a legenda, segundo reportagem publicada no Politica Livre (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247