Médicos com formação na Bolívia são alvos de operação por atuar irregularmente em AL

O Ministério Público Estadual (MPE/AL) realiza uma operação contra pessoas suspeitas de exercer ilegalmente a Medicina em Alagoas; os alvos são profissionais com formação na Bolívia, mas que não revalidaram o diploma no Brasil para poder exercer a profissão; denúncia foi feita inicialmente ao Conselho Regional de Medicina (Cremal) sobre a atuação de profissionais no interior

Médicos com formação na Bolívia são alvos de operação por atuar irregularmente em AL
Médicos com formação na Bolívia são alvos de operação por atuar irregularmente em AL

Por Gilca Cinara, em Cada Minuto - O Ministério Público Estadual (MPE/AL) realiza uma operação nesta terça-feira (14) contra pessoas suspeitas de exercer ilegalmente a Medicina em Alagoas. Os alvos são profissionais com formação na Bolívia, mas que não revalidaram o diploma no Brasil para poder exercer a profissão.

Um dos presos na operação foi abordado no bairro da Ponta Verde, em frente à residência de familiares. O Conselho Regional de Medicina (Cremal) revelou ao CadaMinuto de que foi feita denúncia sobre a atuação de duas pessoas em dois municípios alagoanos, mas que o número pode ser um pouco maior.

Fernando Pedrosa, presidente do Cremal, assegurou que uma Prefeitura localizada no Sertão do Estado procurou o Conselho para formalizar a denúncia e acredita que essas mesmas informações tenham sido repassadas para o Ministério Público.

Ele colocou que os casos são recorrentes, mas não numerosos e o que torna ainda mais grave é que essas pessoas denunciadas estavam atuando com documentação falsa nas cidades.

“O conselho tem orientado aos municípios para investigar ao contratar um médico e não passar por uma situação dessa. Durante nossa apuração conseguimos detectar que o município não tinha participação nessa fraude, mas é preciso que os gestores tenham muito cautela e investiguem”, afirmou Pedrosa.

O Ministério Público apenas confirmou o andamento da operação, mas não divulgou nenhum detalhe nem confirmou os alvos para não comprometer o andamento dos demais pedidos de prisão. Mais informações sobre a operação serão divulgadas ainda nesta terça-feira.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247