Médicos cubanos desaparecem e PF é acionada

Dois médicos cubanos que atuam no programa 'Mais Médicos', do Ministério da Saúde, lotados nos municípios de Piaçabuçu e Feliz Deserto, no Litoral Sul de Alagoas, estão desaparecidos; os gestores dos municípios informaram o caso a Polícia federal; os contratos de ambos estão próximos do término

Dois médicos cubanos que atuam no programa 'Mais Médicos', do Ministério da Saúde, lotados nos municípios de Piaçabuçu e Feliz Deserto, no Litoral Sul de Alagoas, estão desaparecidos; os gestores dos municípios informaram o caso a Polícia federal; os contratos de ambos estão próximos do término
Dois médicos cubanos que atuam no programa 'Mais Médicos', do Ministério da Saúde, lotados nos municípios de Piaçabuçu e Feliz Deserto, no Litoral Sul de Alagoas, estão desaparecidos; os gestores dos municípios informaram o caso a Polícia federal; os contratos de ambos estão próximos do término (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 - A Polícia Federal foi acionada por gestores dos municípios de Piaçabuçu e Feliz Deserto, no Litoral Sul de Alagoas, após dois médicos cubanos que atuavam no programa 'Mais Médicos', do Ministério da Saúde, desaparecerem. As secretarias de saúde dos municípios informaram que o contrato de ambos os médicos estaria perto de vencer. 

De acordo com a secretária de saúde de Piaçabuçu, Joana Paula, o município possui duas médicas cubanas ligadas ao programa. Uma delas, identificada como América Miranda, está desaparecida desde o último sábado (11).

"Ela havia falado para a amiga no sábado que iria para uma festa, porém, dormiria em casa. Ontem ela não foi trabalhar e os colegas achavam que ela estava doente. Mas hoje ela não foi novamente e nós ficamos preocupados achando que algo teria acontecido. Procuramos uma amiga que dividia a casa com ela e, ao entrar na casa, percebemos que a maioria das roupas dela e alguns pertences haviam sumido. O fato curioso é que na sexta-feira ela teria pedido a um auxiliar de serviços gerais do posto de saúde que levasse uma mala até a cidade de Feliz Deserto. Ela não demonstrava que queria viver no Brasil e fazia questão que dizer que iria retornar para Cuba em breve", informou.

A secretaria, ainda informou que um ofício foi enviado à Polícia Federal, como também para o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Um Boletim de Ocorrência também foi confeccionado na Polícia Civil.

Na cidade de Feliz Deserto, outro caso semelhante aconteceu esta semana. De acordo com Secretaria de Saúde da cidade, o médico cubano Ariel Hernandéz Moreno, que era o único que atuava no município ligado ao 'Mais Médicos', também largou o cargo no posto de saúde e está com paradeiro desconhecido. 

Segundo o secretário de saúde do município, Rosiwellinghton Tavares, o médico teria avisado ao coordenador do posto de saúde em que ele trabalhava que deixaria de atuar no local. "Ele foi ontem ao posto que fica na Zona Rural e disse ao coordenador que iria embora para realizar o tratamento médico de algumas pessoas. Sem entender, o profissional teria perguntado a ele o motivo, mas ele não deu explicações. Foi quando ele entregou a chave da casa e foi está desaparecido até o momento", disse. 

Ainda segundo o secretário, um ofício será enviado ainda nesta terça à Polícia Federal, ao Ministério de Saúde e à Secretaria de Saúde do Estado para informar o desaparecimento do médico.

O secretário ainda informou que Ariel Hernandéz era querido pelos pacientes. "Ele era muito atencioso, um profissional espetacular. Até ir na casa das pessoas realizar o atendimento ele ia. Não sei o que aconteceu para ele ir embora dessa maneira", desabafa Tavares.

O prefeito de Feliz Deserto, Maykon Beltrão, informou à Gazetaweb que lamenta o sumiço do médico. "Ele era um profissional muito bom, todos gostavam dele. Ainda estamos sem entender. A certeza é que nosso município perdeu um grande profissional, que vai fazer bastante falta", ressaltou. 

As secretarias de saúde de ambos os municípios declararam que, apesar do desaparecimento dos médicos, os postos continuam funcionando, mas com algumas limitações, em virtude do desligamento destes profissionais. 

A coordenação estadual do programa 'Mais Médicos', em Alagoas, informou que ainda não recebeu oficialmente o desligamento destes médicos ligados ao programa.

Com gazetaweb.com

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247