Mercadante reforça em carta: não será candidato

Horas depois de o ex-presidente Lula dizer que não acha "que seja definitiva a retirada do nome do Mercadante" da disputa pelo governo de São Paulo em 2014, surge carta que o ministro da Educação enviou ao PT paulista para comunicar oficialmente que não será o adversário de Geraldo Alckmin na próxima eleição; "Tomo esta decisão tendo a convicção de que ela é importante para tirarmos a Educação do palanque e para que sigamos com parceria construtiva com Estados e municípios", justifica Aloizio Mercadante

Mercadante reforça em carta: não será candidato
Mercadante reforça em carta: não será candidato (Foto: Sergio Lima/Folhapress)

SP247 - O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, não parece disposto a deixar qualquer dúvida sobre suas intenções de seguir em Brasília. Horas depois de o ex-presidente Lula dizer que não acha "que seja definitiva a retirada do nome do Mercadante" da disputa do governo de São Paulo em 2014 (leia mais), o próprio ministro reafirmou o que já havia dito, desta vez em carta ao PT.

A carta foi enviada à direção do partido no último dia 26, quando o ministro divulgou em entrevista sua decisão de permanecer colaborando com o governo federal (relembre). A aliados, o ministro disse que mantém sua decisão mesmo após a declaração de Lula. "Tomo esta decisão tendo a convicção de que ela é importante para tirarmos a Educação do palanque e para que sigamos com parceria construtiva com Estados e municípios", justifica o ministro.

Leia a íntegra da carta:

"Aos companheiros e companheiras,

Encaminho ao Partido dos Trabalhadores o comunicado oficial de que não sou pré candidato ao governo do Estado de São Paulo, decisão amadurecida ao longo do último período e anunciada no dia de hoje, 26 de abril.

Permaneço à frente do Ministério da Educação, servindo com muita honra ao governo da presidenta Dilma Rousseff, que tem apoiado em todos os momentos a área e confiado no meu trabalho. A melhoria da qualidade da Educação é estratégica para seguirmos no caminho do desenvolvimento sustentável que precisamos trilhar.

Tomo esta decisão tendo a convicção de que ela é importante para tirarmos a Educação do palanque e para que sigamos com parceria construtiva com Estados e municípios. Os atos são fundamentais para confirmar as palavras: e tanto eu quanto a presidenta Dilma temos reafirmado que a Educação é estratégica para o desenvolvimento do Brasil.

O ato de hoje referenda essa convicção. Trabalhando pela Educação de todos os brasileiros estou trabalhando decisivamente pelo Estado de São Paulo.

Finalizando, agradeço à militância do Partido dos Trabalhadores, que muito me honrou com candidaturas à deputado federal, ao Senado e duas vezes ao governo do Estado. Estarei, como sempre estive, ao lado do candidato que o PT escolher para representar nosso projeto.

Chego aos 40 anos de militância política e 33 de Partido dos Trabalhadores realizado, mas ao mesmo tempo sabendo que precisamos seguir adiante, com o projeto que ajudei a construir e que há dez anos vem transformando o Brasil, trazendo mais oportunidade a todos os brasileiros. Precisamos seguir neste caminho. Uma boa luta a todos.

Aloizio Mercadante"

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247