Minas investe R$ 18,8 bi e supera marca de 2012

O governo de Minas Gerais assinou 88 protocolos de intenções entre janeiro e novembro deste ano com o setor privado; caso todos os projetos saiam do papel, serão investidos R$ 18,8 bilhões no estado, gerando 23,8 mil empregos diretos e 43 mil indiretos; o pacote supera em 7,4% o registrado no ano passado, quando os 165 protocolos somaram R$ 17,5 bilhões em investimentos

Coletiva de final de ano da Secretaria  do Desenvolvimento Economico,Dorothea Werneck.
Credito: renato Cobucci/Imprensa-MG
Data:16-12-2013.
Local:Belo Horizonte-MG- BDMG-MG.
Na foto: Djalma Morais.Presidente da Cemig,MOnica Cordeiro,Presidente do INDI
Coletiva de final de ano da Secretaria do Desenvolvimento Economico,Dorothea Werneck. Credito: renato Cobucci/Imprensa-MG Data:16-12-2013. Local:Belo Horizonte-MG- BDMG-MG. Na foto: Djalma Morais.Presidente da Cemig,MOnica Cordeiro,Presidente do INDI (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247– O governo de Minas Gerais assinou 88 protocolos de intenções entre janeiro e novembro deste ano com o setor privado. Caso todos os projetos saiam do papel, serão investidos R$ 18,8 bilhões no estado, gerando 23,8 mil empregos diretos e 43 mil indiretos. O pacote supera em 7,4% o registrado no ano passado, quando os 165 protocolos somaram R$ 17,5 bilhões em investimentos, prevendo a criação de 27,4 mil postos de trabalho diretos e 40,6 mil indiretos.

A mineração foi o setor que atraiu mais investimentos, somando R$ 12,117 bilhões, correspondendo a 64,4% do total. Segundo a secretária de Estado de Desenvolvimento Econômico, Dorothea Werneck, o "estado precisa continuar trabalhando para consolidar e promover a diversificação da economia e geração de empregos de qualidade em todas as regiões de Minas".

Além da assinatura dos protocolos, a secretária destacou,em coletiva realizada nesta segunda-feira (16), outros projetos que estão sendo desenvolvidos no estado, como, por exemplo, a conclusão das negociações para viabilizar a chegada do gás natural até Uberaba, que possibilitará a implantação da fábrica de amônia pela Petrobras.

As quatro empresas envolvidas – Petrobras, Cemig, Gaspetro e Gasmig - decidiram pelo trajeto do gasoduto, que partirá de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e percorrerá 457 km até chegar a Uberaba. O gasoduto terá capacidade inicial para transportar 3 milhões de metros/cúbicos/dia de gás natural, combustível suficiente para abastecer a fábrica de amônia, além de outros empreendimentos industriais na região. A previsão é de que a obra esteja concluída até maio de 2016.

"Estamos colhendo os frutos de um esforço que vem sendo consolidado ao longo dos últimos dez anos, desde que foi implantado o Choque de Gestão, de diversificar os investimentos tanto em termos de regiões, quanto em termos de segmentos da atividade econômica", afirmou a dirigente.

O resultado do leilão de concessão do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN) também foi outro fator que terá um peso significativo na economia mineira. O Consórcio Aerobrasil – formado pelas empresas CCR e as operadoras Flughafen Zurich AG e a Munich Airport - venceu o leilão ao ofertar R$ 1,82 bilhão pela exploração, manutenção e ampliação do aeroporto, por 30 anos.

De acordo com a presidente do Instituto de Desenvolvimento Integrado (INDI), Monica Cordeiro, além de ter superado a meta de atração de investimentos este ano, o Estado começou a apresentar um número maior de projetos que apontam para a descentralização do desenvolvimento no Estado. "No contexto do trabalho em rede, que vem sendo desenvolvido pelo Estado, temos conseguido a avançar, promover o desenvolvimento em todas as regiões do Estado e gerar empregos qualificados", afirmou.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247