Ministro Fernando Filho deve trocar PSB pelo DEM para disputar governo de PE

Enfrentando um processo de expulsão do PSB, o Ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, e seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, devem deixar a legenda e migrar para outros partidos visando o pleito eleitoral do próximo ano; o objetivo de Fernando Filho, que deve se filiar ao DEM, é se lançar candidato ao governo de Pernambuco em 2018, enfrentando o atual governador Paulo Câmara (PSB), que deverá tentar a reeleição; já o senador Fernando Bezerra Coelho ainda não definiu para qual partido deverá migrar

Enfrentando um processo de expulsão do PSB, o Ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, e seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, devem deixar a legenda e migrar para outros partidos visando o pleito eleitoral do próximo ano; o objetivo de Fernando Filho, que deve se filiar ao DEM, é se lançar candidato ao governo de Pernambuco em 2018, enfrentando o atual governador Paulo Câmara (PSB), que deverá tentar a reeleição; já o senador Fernando Bezerra Coelho ainda não definiu para qual partido deverá migrar
Enfrentando um processo de expulsão do PSB, o Ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, e seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, devem deixar a legenda e migrar para outros partidos visando o pleito eleitoral do próximo ano; o objetivo de Fernando Filho, que deve se filiar ao DEM, é se lançar candidato ao governo de Pernambuco em 2018, enfrentando o atual governador Paulo Câmara (PSB), que deverá tentar a reeleição; já o senador Fernando Bezerra Coelho ainda não definiu para qual partido deverá migrar (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - O ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, e seu pai, o senador Fernando Bezerra Coelho, devem deixar o PSB e migrar para outros partidos visando o pleito eleitoral do próximo ano. O objetivo de Fernando Filho, que deve se filiar ao DEM, é se lançar candidato ao governo de Pernambuco em 2018. Já o senador Fernando Bezerra Coelho ainda não definiu para qual partido deverá migrar.

Pai e filho já vinham dando sinais de insatisfação em função do processo de expulsão movido contra eles pela Comissão de Ética do partido em função de terem permanecido na base de apoio do governo Michel Temer, a despeito do partido ter desembarcado da base governista.

Tanto o ministro quanto o senador não participaram da reunião da Executiva do PSB, realizada neste domingo, e, por meio de nota, afirmaram que, "com processos tramitando na Executiva nacional solicitando a expulsão do partido de 16 parlamentares, inclusive 4 de Pernambuco, embora convidados, consideramos não haver clima para participar de eventos partidários até o desfecho desta questão".

Na tentativa de ter o seu nome viabilizado para o pleito de 2018, Fernando Filho vem buscando apoio do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE), do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE), e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Mendonça e Maia são os responsáveis pela renovação do DEM, que deve cooptar mais de dez parlamentares da ala dissidente do PSB.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247