Monteiro sobre PTB: 'não é rompimento definitivo'

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro afirmou, nesta quinta (13), que a decisão do seu partido, o PTB, de deixar a base governista na Câmara dos Deputados trata-se de uma “insatisfação episódica, e não de rompimento definitivo"; “Pelo que sei, foi um desentendimento ou divergência ocasional, pontual. Tanto que, em nenhum momento, se colocou a perspectiva de rompimento. Houve uma manifestação do líder, que reflete um descontentamento episódico. Estarei sempre atuando para ajudar a construir um bom ambiente de diálogo da bancada com o Executivo”, disse

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro afirmou, nesta quinta (13), que a decisão do seu partido, o PTB, de deixar a base governista na Câmara dos Deputados trata-se de uma “insatisfação episódica, e não de rompimento definitivo"; “Pelo que sei, foi um desentendimento ou divergência ocasional, pontual. Tanto que, em nenhum momento, se colocou a perspectiva de rompimento. Houve uma manifestação do líder, que reflete um descontentamento episódico. Estarei sempre atuando para ajudar a construir um bom ambiente de diálogo da bancada com o Executivo”, disse
O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro afirmou, nesta quinta (13), que a decisão do seu partido, o PTB, de deixar a base governista na Câmara dos Deputados trata-se de uma “insatisfação episódica, e não de rompimento definitivo"; “Pelo que sei, foi um desentendimento ou divergência ocasional, pontual. Tanto que, em nenhum momento, se colocou a perspectiva de rompimento. Houve uma manifestação do líder, que reflete um descontentamento episódico. Estarei sempre atuando para ajudar a construir um bom ambiente de diálogo da bancada com o Executivo”, disse (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro afirmou, nesta quinta-feira (13), a decisão do seu partido, o PTB, de deixar a base governista na Câmara dos Deputados trata-se de uma “insatisfação episódica, e não de rompimento definitivo".

“Pelo que sei, foi um desentendimento ou divergência ocasional, pontual. Tanto que, em nenhum momento, se colocou a perspectiva de rompimento. Houve uma manifestação do líder, que reflete um descontentamento episódico. Estarei sempre atuando para ajudar a construir um bom ambiente de diálogo da bancada com o Executivo”, disse.

Agenda Brasil

Monteiro reuniu-se com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para tratar da inclusão de projetos de sua pasta na Agenda Brasil. Ao deixar a reunião, Monteiro comentou a possibilidade de “ajustes” nas relações comerciais do Mercosul, mas se mostrou contrário à ideia de enfraquecimento do bloco.

Faz parte da Agenda Brasil uma proposta para extinguir a união aduaneira com o Mercosul, de modo a firmar acordos bilaterais com outros países sem precisar da anuência do bloco. Monteiro disse que o Senado tem legitimidade para colocar o tema em debate, mas lembrou que o Mercosul “é uma construção institucional de 20 anos, que tem uma importância estratégica fundamental para o país".

De acordo com o ministro, essa importância decorre da própria geografia e de circunstâncias históricas que não podem ser revogadas. "Ou seja, não se revoga a geografia”, afirmou.

“Acho que o debate deve ser feito, mas temos de ter o cuidado de não traduzir a ideia de aperfeiçoamento, que pode ser feito, com algo que possa se traduzir na ideia de que queremos desconstruir o Mercosul. Isso não seria vantajoso para o país de nenhuma forma.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email