Morre César Mata Pires, dono da OAS

Morreu nesta terça-feira em São Paulo o empresário baiano César Mata Pires, maior acionista da construtora OAS. Ele sofreu um infarto fulminante; o empresário baiano caminhava pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto; a OAS foi criada em 1976 na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura, e também é responsável por boa parte das principais delações da Lava Jato, por meio de seus ex-executivos já presos ou investigados

Morreu nesta terça-feira em São Paulo o empresário baiano César Mata Pires, maior acionista da construtora OAS. Ele sofreu um infarto fulminante; o empresário baiano caminhava pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto; a OAS foi criada em 1976 na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura, e também é responsável por boa parte das principais delações da Lava Jato, por meio de seus ex-executivos já presos ou investigados
Morreu nesta terça-feira em São Paulo o empresário baiano César Mata Pires, maior acionista da construtora OAS. Ele sofreu um infarto fulminante; o empresário baiano caminhava pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto; a OAS foi criada em 1976 na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura, e também é responsável por boa parte das principais delações da Lava Jato, por meio de seus ex-executivos já presos ou investigados (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - Morreu nesta terça-feira (22) em São Paulo o empresário baiano César Mata Pires, maior acionista da construtora OAS. Ele sofreu um infarto fulminante.

O empresário baiano caminhava pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto. Ainda não foram divulgadas informações sobre o horário e local do enterro do empresário.

A OAS foi criada em 1976, na Bahia, com atuação no setor de engenharia e infraestrutura, e também é responsável por boa parte das principais delações da Lava Jato, por meio de seus ex-executivos já presos ou investigados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email