Morre o empresário José Luis Cutrale

Ítalo-brasileiro, Cutrale foi fundador e presidente da gigante processadora brasileira de suco de laranja que levava o nome da família

www.brasil247.com - José Luis Cutrale
José Luis Cutrale (Foto: Reprodução)


247 - A família do empresário José Luis Cutrale, informou que ele morreu nesta quarta-feira (17), aos 75 anos, em Londres, na Inglaterra, de causas naturais. Ítalo-brasileiro, Cutrale foi fundador e presidente da gigante processadora brasileira de suco de laranja que levava o nome da família. O empresário começou a trabalhar ainda jovem com o pai no Mercado Municipal da Cantareira, em São Paulo. Em 1967, os dois fundaram a Cutrale, empresa de atuação mundial no setor de suco de laranja.

De acordo com informações publicadas nesta quarta pelo jornal O Estado de S.Paulo, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo lamentou o falecimento de Cutrale. Segundo o comunicado, o empresário fez da empresa que ajudou a fundar "referência no mercado mundial de suco de laranja".

A Associação Nacional de Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR) afirmou que o empresário "ajudou a construir o setor do suco de laranja e torná-lo uma referência internacional de competência e comprometimento".

"Seu legado certamente vai muito além de sua passagem entre nós e ainda vai reverberar por muitas décadas, seja na continuidade de seu trabalho por meio de seus filhos, seja nas lições que nos deixa", disse a CitrusBR.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email