Motoristas mantêm greve por tempo indeterminado

Motoristas de ônibus de Teresina realizaram assembleia e decidiram continuar com a greve, respeitando a liminar que determina que 70% da frota total de ônibus esteja circulando; a categoria reivindica o aumento de 10 % no salário além de outras melhorias, mas, segundo o presidente do sindicato dos Rodoviários de Teresina (Sintetro), Fernando Feijão, ainda não foram chamados para nenhuma negociação

Motoristas de ônibus de Teresina realizaram assembleia e decidiram continuar com a greve, respeitando a liminar que determina que 70% da frota total de ônibus esteja circulando; a categoria reivindica o aumento de 10 % no salário além de outras melhorias, mas, segundo o presidente do sindicato dos Rodoviários de Teresina (Sintetro), Fernando Feijão, ainda não foram chamados para nenhuma negociação
Motoristas de ônibus de Teresina realizaram assembleia e decidiram continuar com a greve, respeitando a liminar que determina que 70% da frota total de ônibus esteja circulando; a categoria reivindica o aumento de 10 % no salário além de outras melhorias, mas, segundo o presidente do sindicato dos Rodoviários de Teresina (Sintetro), Fernando Feijão, ainda não foram chamados para nenhuma negociação (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí Hoje - Na manhã desta segunda-feira (30), os motoristas de ônibus de Teresina realizaram assembleia e decidiram continuar com a greve, respeitando a liminar que determina que 70 % da frota total de ônibus esteja circulando.

A categoria reivindica o aumento de 10 % no salário além de outras melhorias, mas, segundo o presidente do sindicato dos Rodoviários de Teresina (Sintetro), Fernando Feijão, ainda não foram chamados para nenhuma negociação.

"A reunião de hoje é para referendar o que tínhamos dito anteriormente, que a categoria só aceita os 10 %. Além disso, queremos Igualdade nos tickets, o fim do pagamento dos assaltos por parte dos cobradores, ticket no atestado médico e uma reforma geral nos terminais de final de linha", afirma o presidente do sindicato.

Em relação ao mínimo da frota de ônibus que deve ficar em circulação, Fernando Feijão afirma que foi cumprida a liminar de 70 % da frota no horário de pico e 60 % no entrepico, mas, o superintendente da Strans, Franciso Nogueira, informou que apenas 30% dos ônibus circulavam nas ruas da capital na manhã de hoje (30).

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247