Movimentação em defesa de Lula mobiliza comitê em Aracaju

Jornada da Democracia ocorre no dia em que o ex-presidente Luiz Inácio será julgado, no TRF-4, em Porto Alegre; vice-presidente nacional do PT,  Márcio Macêdo, um dos responsáveis pela criação de comitês em defesa de democracia em todo o país, fez um convite para que todos possam acompanhar a iniciativa; "Esta é uma iniciativa que não é só do PT, é do PCdoB, de todos os partidos de esquerda, dos movimentos sociais e dos brasileiros e brasileiras que defendem a democracia, o estado democrático brasileiro e o direito de Lula ser candidato em 2018", destacou

24/10/2017- Lula visita o campus de Teófilo Otoni da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Foto: Ricardo Stuckert
24/10/2017- Lula visita o campus de Teófilo Otoni da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Foto: Ricardo Stuckert (Foto: Paulo Emílio)

Sergipe 247 - No dia 24 de janeiro, em Porto Alegre, haverá uma grande movimentação em defesa de Lula. A Jornada da Democracia ocorre no dia em que o ex-presidente Luiz Inácio será julgado, no TRF-4, em segunda instância de recursos da defesa contra acusações da força tarefa da Lava Jato. O vice-presidente nacional do PT e ex-deputado federal, Márcio Macêdo, estará presente no ato e faz um convite para que todos possam acompanhar a iniciativa, que prevê a participação de centenas de militantes. Márcio também é um dos responsáveis pela criação de comitês em defesa de democracia em todo o país. Aracaju já conta com sua sede.

"Dia 24 tem que ser um movimento cívico do Brasil em defesa da democracia, da inocência de Lula e da justiça. Vamos todos a Porto Alegre fazer movimentação em apoio ao ex-presidente. Esta é uma iniciativa que não é só do PT, é do PCdoB, de todos os partidos de esquerda, dos movimentos sociais e dos brasileiros e brasileiras que defendem a democracia, o estado democrático brasileiro e o direito de Lula ser candidato em 2018", destacou Márcio.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), a Via Campesina e outros movimentos populares estão se articulando para participar do ato no dia 24 e de outras ações que precedem o dia do julgamento. Caravanas de diversas cidades do país também estão sendo organizadas com o objetivo de apoiar Lula em Porto Alegre.

Dilma Rousseff, em vídeo publicado no Facebook Oficial do PT, reforçou que a mobilização do dia 24 é importante para defender a democracia e a oportunidade de Lula candidatar-se a presidente neste ano. "Estaremos juntos, em Porto Alegre, ao lado de Lula: o candidato do povo brasileiro à Presidência da República". Ela afirma ainda que "uma disputa eleitoral sem a participação dele será um brutal golpe na democracia e só servirá para dividir ainda mais o Brasil".

O deputado Paulo Pimenta, que lidera o Partido dos Trabalhadores na Câmara, declarou que o recurso analisado no próximo dia 24 é de um julgamento ilegal. "Lula foi condenado sem crime. Isso evidencia que ele está sendo injustiçado e é perseguido por tudo aquilo que representa. E só há uma maneira de barrarmos essa nova fase do golpe: é com a mobilização, na luta, nas ruas e nas redes. E por isso nós estaremos esperando vocês no Rio Grande do Sul. O estado está preparado para transformar este mês em um janeiro histórico, no qual milhares de pessoas na rua vão derrotar o golpe e exigir a inocência de Lula".

Em apoio à defesa de Luiz Inácio, circula pela internet um manifesto titulado "Eleição sem Lula é fraude", que, nesta quinta-feira, 04, já atingiu 126.000 assinaturas, dentre elas as de artistas, intelectuais, lideranças de movimentos sociais e políticos internacionais. A intenção do documento é denunciar a perseguição política sofrida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos processos envolvendo as investigações da Operação Lava Jato.

Comitês populares

Com o objetivo de articular movimentos populares, sindicais, sociais, artistas, sociedade civil e toda militância petista, assim como os partidos do campo democrático e popular, estão sendo criados, em todo o país, os Comitês Populares em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato à Presidência da República.

Em Aracaju, o comitê já está funcionando na sede municipal do PT. A executiva municipal do partido realizou reuniões nas quais aprovou uma resolução constituindo-o e convocando para uma plenária de mobilização em defesa de Lula, que será realizada no dia 06 de janeiro.

Com informações da Agência PT de Notícias

Ao vivo na TV 247 Youtube 247