MPE apura atos improbidade em Prefeitura

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para investigar denúncias de improbidade administrativa na prefeitura de Rio Largo; a prefeita Maria Eliza Alves da Silva é acusada de beneficiar um posto de combustível de propriedade dos seus filhos

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para investigar denúncias de improbidade administrativa na prefeitura de Rio Largo; a prefeita Maria Eliza Alves da Silva é acusada de beneficiar um posto de combustível de propriedade dos seus filhos
O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito civil para investigar denúncias de improbidade administrativa na prefeitura de Rio Largo; a prefeita Maria Eliza Alves da Silva é acusada de beneficiar um posto de combustível de propriedade dos seus filhos (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas 247 - O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou, nesta terça-feira (3), um inquérito civil para investigar denúncias de improbidade administrativa na prefeitura de Rio Largo. A portaria está publicada no Diário Oficial do Estado.

Conforme a publicação, a prefeita Maria Eliza Alves da Silva é acusada de beneficiar um posto de combustível de propriedade dos filhos Rafaela Alves da Silva e Filipe Gustavo Alves da Silva por meio de uma empresa que presta serviços de limpeza.

A denúncia recebida pela Promotoria de Rio Largo é de que a empresa Conserg, que presta serviço para a prefeitura, abastecia veículos em um posto de combustível localizado na Avenida Rotary, em Maceió, de propriedade dos filhos de Maria Eliza.

O inquérito civil público vai apurar as denúncias e checar se a prefeita cometeu crime de improbidade administrativa.

O MPE informou que vai expedir ofício requisitório à prefeita, para que ela entregue cópia do contrato estabelecido com a empresa e por quanto tempo durou a prestação do serviço, informe quem era a responsabilidade do abastecimento e que esclareça se houve processo licitatório para fornecimento de combustível para prefeitura. 

Além de Maria Eliza Alves da Silva, a Promotoria de Rio Largo vai notificar Bárbara Daniela de Barros Monteiro, que é sócia-proprietária Conserg, para prestar os esclarecimentos.

Com gazetaweb.com

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247