Nadal admite que pode nunca mais vencer um Grand Slam

"Não sei quando poderei voltar a vencer um Grand Slam. Ou se voltarei a vencer um deles", declarou o 'Touro Miúra' em Nova Délhi, onde está participando da International Premier Tennis League (IPTL), competição festiva por equipes com grandes tenistas    

"Não sei quando poderei voltar a vencer um Grand Slam. Ou se voltarei a vencer um deles", declarou o 'Touro Miúra' em Nova Délhi, onde está participando da International Premier Tennis League (IPTL), competição festiva por equipes com grandes tenistas
 
 
"Não sei quando poderei voltar a vencer um Grand Slam. Ou se voltarei a vencer um deles", declarou o 'Touro Miúra' em Nova Délhi, onde está participando da International Premier Tennis League (IPTL), competição festiva por equipes com grandes tenistas     (Foto: Luis Mauro Queiroz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Jornal do Brasil - Depois de ter feito em 2015 a pior temporada da carreira desde 2004, sem títulos de Grand Slam e com o quinto lugar do ranking mundial, o espanhol Rafael Nadal admitiu nesta quinta-feira que existe a possibilidade de que ele nunca mais vença um dos quatro grandes torneios do circuito.

"Não sei quando poderei voltar a vencer um Grand Slam. Ou se voltarei a vencer um deles", declarou o 'Touro Miúra' em Nova Délhi, onde está participando da International Premier Tennis League (IPTL), competição festiva por equipes com grandes tenistas.

Algumas pessoas, entre elas o americano John McEnroe, atribuem a queda de rendimento do ex-número 1 do mundo a uma possível defasagem de seu tio e técnico, Toni Nadal. Entretanto, o espanhol reiterou a confiança naquele que o acompanha na carreira desde criança.

"Sem Toni, nada do que conquistei teria sido possível. Me sinto muito sortudo por ter alguém da minha família que seja meu treinador. Para mim, é uma grande vantagem", comentou o vencedor de 14 Grand Slams, nove deles em Roland Garros.

Campeão do ATP 500 de Hamburgo e dos ATPs 250 de Buenos Aires e Stuttgart neste ano, Nadal destacou a melhor que atravessou nos últimos torneios do ano, com o vice do ATP 500 de Pequim e a presença nas semifinais do ATP Finals. "Nos últimos três meses, tudo foi muito melhor, embora a temporada de 2015 não tenha sido a melhor", avaliou.

"Estou contente com meu nível de jogo de agora. Tenho que continuar assim, nesta linha, até o final de ano. Melhorei nos últimos torneios. É preciso trabalhar para manter o nível e voltar a vencer", completou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email