“Não chorem por mim”

Maior ciclista de todos os tempos, banido do esporte por uma acusação de doping que ele nega, apontou “caça às bruxas injusta

“Não chorem por mim”
“Não chorem por mim” (Foto: Lucas Jackson/REUTERS)

Reuters - Lance Armstrong já estava de novo em cima de uma bicicleta no sábado pediu aos fãs que não chorassem por ele, um dia após a Agência Antidoping dos Estados Unidos ter tirado os sete títulos do Tour de France e bani-lo para sempre do esporte.

Na primeira aparição pública desde que anunciou que não recorreria mais das acusações de doping, Lnace Armstrong terminou em segundo a corrida de 57,6 quilômetros em Aspen, no Colorado, cinco minutos atrás de Keegan Swirbul, um adolescente de 16 anos.

"Ninguém precisa chorar por mim, vou ficar bem", disse ele aos repórteres. "Tenho cinco filhos e uma mulher maravilhosos em minha vida", declarou.

Apesar de ter decidido não mais recorrer, Armstrong insistiu que é inocente e falou em "caça às bruxas injusta".

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247