‘Não foi um ato contra o Congresso Nacional’, avalia Eunício

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), defendeu nesta quinta (25) a revogação do decreto, pelo presidente Michel Temer (PMDB), que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. "Recebi uma carta do presidente Michel Temer dizendo que era algo excepcional", afirmou Eunício. Na opinião do parlamentar, a medida foi tomada para garantir o direito de ir e vir da população e impedir a depredação do patrimônio público

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), defendeu nesta quinta (25) a revogação do decreto, pelo presidente Michel Temer (PMDB), que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. "Recebi uma carta do presidente Michel Temer dizendo que era algo excepcional", afirmou Eunício. Na opinião do parlamentar, a medida foi tomada para garantir o direito de ir e vir da população e impedir a depredação do patrimônio público
O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), defendeu nesta quinta (25) a revogação do decreto, pelo presidente Michel Temer (PMDB), que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. "Recebi uma carta do presidente Michel Temer dizendo que era algo excepcional", afirmou Eunício. Na opinião do parlamentar, a medida foi tomada para garantir o direito de ir e vir da população e impedir a depredação do patrimônio público (Foto: Rodrigo Rocha)

Agência Senado - O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) defendeu, nesta quinta-feira (25), a revogação do decreto que autorizou o uso de tropas das Forças Armadas na Esplanada dos Ministérios. “Recebi uma carta do presidente Michel Temer dizendo que era algo excepcional”, afirmou Eunício.

O presidente do Senado avalia que o decreto foi para garantir o direito de ir e vir da população e impedir a depredação do patrimônio público. “Isso não foi um ato contra o Congresso Nacional. O Congresso Nacional é o símbolo da democracia brasileira. É a representação do povo e do Brasil”, explicou Eunício.

Michel Temer revogou nesta quinta-feira (25), por meio de uma edição extraordinária do "Diário Oficial da União", o decreto.

Manifestações

O presidente do Senado falou também sobre as manifestações de ontem (25). “Eu vejo com muita naturalidade as manifestações. Eu só lamento que as pessoas tenham perdido o controle. Eu tenho certeza que os organizadores não desejaram isso, não era esse o objetivo, mas lamentavelmente o que assistimos foi a perda do controle e a depredação do patrimônio público com riscos para os manifestantes e os trabalhadores”, afirmou Eunício.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247