“Não há almoço grátis”, diz presidente francês para dono do Facebook e CEOs

Emmanuel Macron disse aos executivos das maiores empresas de tecnologia do mundo que ele quer que a inovação seja uma força motriz para a economia francesa, mas também que elas precisam contribuir mais para a sociedade; lista de convidados incluiu os presidentes-executivos do Facebook, Mark Zuckerberg, da IBM, Virginia Rometty, da Intel, Brian Krzanich, da Microsoft, Satya Nadella, entre outros nomes

“Não há almoço grátis”, diz presidente francês para dono do Facebook e CEOs
“Não há almoço grátis”, diz presidente francês para dono do Facebook e CEOs

(Reuters) - O presidente da França, Emmanuel Macron, disse na quarta-feira aos executivos das maiores empresas de tecnologia do mundo que ele quer que a inovação seja uma força motriz para a economia francesa, mas também que elas precisam contribuir mais para a sociedade.

O líder francês se coloca como um defensor da juventude conectada da França e quer transformar o país em uma “nação startup” que atrai investimentos maiores em tecnologia e inteligência artificial. Ele também está encabeçando os esforços na Europa para que as empresas digitais paguem mais impostos na fonte.

A lista de convidados de Macron incluiu os presidentes-executivos do Facebook, Mark Zuckerberg, da IBM, Virginia Rometty, da Intel, Brian Krzanich, da Microsoft, Satya Nadella, e uma série de outros importantes executivos do mundo corporativo.

“Não há almoço grátis”, disse em inglês em tom de brincadeira para os executivos posicionados nos degraus do Palácio do Eliseu para uma foto do almoço de negócios. “Então eu quero de vocês alguns compromissos.”

Enquanto Macron falava, a IBM anunciou que vai contratar cerca de 1.400 pessoas na França nos próximos dois anos nas áreas de blockchain e computação em nuvem.

O Uber também informou que planeja oferecer a todos os seus motoristas europeus uma versão melhorada do seguro de saúde que já oferece na França, numa tentativa de atrair trabalhadores independentes e se defender das críticas sobre o tratamento dados a eles.

Por Richard Lough, Mathieu Rosemain e Gwenaelle Barzic

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247