“Ninguém pode condenar por antecipação”, diz Camilo sobre delações da JBS

Em bate-papo ao vivo pelo Facebook, nesta terça-feira (23), o governador Camilo Santana (PT) comentou as recentes delações da JBS e disse que “ninguém pode prejulgar ou condenar por antecipação”. Sobre as acusações envolvendo as doações para a sua campanha em 2014, Camilo disse apenas estar procurando “tocar o governo, trabalhar, superar os desafios que tem pela frente”. O chefe do Executivo Estadual afirmou ainda que não tem “nada a esconder” em relação aos gastos do Governo

Em bate-papo ao vivo pelo Facebook, nesta terça-feira (23), o governador Camilo Santana (PT) comentou as recentes delações da JBS e disse que “ninguém pode prejulgar ou condenar por antecipação”. Sobre as acusações envolvendo as doações para a sua campanha em 2014, Camilo disse apenas estar procurando “tocar o governo, trabalhar, superar os desafios que tem pela frente”. O chefe do Executivo Estadual afirmou ainda que não tem “nada a esconder” em relação aos gastos do Governo
Em bate-papo ao vivo pelo Facebook, nesta terça-feira (23), o governador Camilo Santana (PT) comentou as recentes delações da JBS e disse que “ninguém pode prejulgar ou condenar por antecipação”. Sobre as acusações envolvendo as doações para a sua campanha em 2014, Camilo disse apenas estar procurando “tocar o governo, trabalhar, superar os desafios que tem pela frente”. O chefe do Executivo Estadual afirmou ainda que não tem “nada a esconder” em relação aos gastos do Governo (Foto: Rodrigo Rocha)

Ceará 247 - “Ninguém pode prejulgar” por antecipação os nomes envolvidos nas acusações dos delatores Joesley e Wesley Batista, disse o governador Camilo Santana (PT), em bate-papo ao vivo com internautas pelo Facebook, nesta terça-feira (23). Entre os citados estão o do ex-governador Cid Gomes (PDT) e os secretários estaduais Arialdo Pinho e Antônio Balhmann.

“É um momento de muita cautela. Que as lideranças políticas desse País possam ter muita cautela em relação a esses casos e que a gente possa superar esse momento tão doloroso da política brasileira de forma serena, tranquila, com justiça. Que a justiça possa penalizar quem cometeu qualquer ilícito, qualquer erro, em qualquer partido, isso é o que eu defendo. Ninguém também pode prejulgar ou condenar ninguém por antecipação. Só quem pode fazer isso é a justiça”, defendeu.

Sobre as acusações da JBS envolvendo as doações para a sua campanha em 2014, Camilo disse apenas estar procurando “tocar o governo, trabalhar, superar os desafios que tem pela frente”. O governador disse ainda que “não tem nada a esconder” em relação aos gastos do Governo Estadual. “Tiramos o primeiro lugar em transparência no País. É obrigação nossa prestar conta de cada centavo e para onde está indo. O Ceará hoje é exemplo para o País em transparência”, afirmou.

(Com informações do Blog Política do jornal O Povo)

Leia mais aqui

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247