Ninho do Urubu: Flamengo sabia de problemas que causaram incêndio no centro de treinamento

Correspondências internas evidenciam que o Flamengo sabia de riscos em função da precariedade das instalações elétricas do Ninho do Urubu desde 11 de maio de 2018, quase um ano antes do incêndio que tomou conta do local matando 10 jogadores da base rubro-negra

Incêndio no Ninho do Urubu
Incêndio no Ninho do Urubu (Foto: Reprodução/TV Globo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os problemas do alojamento do centro de treinamento do Flamengo eram conhecidos pela diretoria do clube. 

Trocas de emails obtidas pelo UOL Esporte evidenciam que o Flamengo sabia de riscos em função da precariedade das instalações elétricas do Ninho do Urubu desde 11 de maio de 2018, quase um ano antes do incêndio que tomou conta do local matando 10 jogadores da base rubro-negra após um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado do local.

As correspondências internas do clube mostravam que os problemas nos ar-condicionados não eram as únicas inconformidades no Ninho. Os reparos elétricos não foram feitos, resultando no acidente de 8 de fevereiro de 2019.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247