‘No tempo de FHC, a PF passava a mão na cabeça’

O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu declaração do deputado Claudio Cajado, do DEM, de que o partido "sairá pequeno" das eleições deste ano, e que o PT "perdeu a oportunidade de passar o País a limpo na luta contra a corrupção"; Everaldo rebate o democrata, e diz que não existia combate à corrupção nos governos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; "Era no governo de Fernando Henrique Cardoso, que tinha apoio do Democratas, que a Polícia Federal passava a mão na cabeça e arquivava os inquéritos. Foi depois do PT, que o MPF, a PF, a CGU ficaram fortalecidos"

Everaldo Anunciação
Everaldo Anunciação (Foto: Romulo Faro)

Bahia 247 - O presidente do PT na Bahia, Everaldo Anunciação, rebateu a declaração do deputado federal Claudio Cajado, do DEM, de que o partido "sairá pequeno" das eleições municipais deste ano em todo o País. Cajado disse em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia que o PT "perdeu a oportunidade de passar o País a limpo na luta contra a corrupção".

Everaldo rebate o democrata, e diz que não existia combate à corrupção nos governos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

"Era no governo de Fernando Henrique Cardoso, que tinha apoio do Democratas, que a Polícia Federal passava a mão na cabeça e arquivava os inquéritos. Foi depois do PT, que o MPF (Ministério Público Federal), a PF, a CGU (Controladoria-Geral da União) ficaram fortalecidos. Será que ele não observou que a lista da Odebrecht vem desde o governo Sarney?", questionou o presidente do PT baiano.

Para Everaldo, o partido resistirá "apesar dos ataques e dos golpes".

"O PT está no governo central desde 2003. Nenhum partido no Brasil conseguiu ficar tanto tempo no governo em um regime democrático. É claro que todo processo de reeleição é um momento de dificuldade. Mas não acredito que o PT diminuirá mesmo com ataques e golpes. O medo deles é tão grande que por não conseguir voto legítimo dado pelo povo, querem dar um golpe. Cajado deveria observar um pouco a trajetória do partido dele e dos aliados, que só vem diminuindo", rechaçou o presidente.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247