Número de indenizações por morte no trânsito cresce 62% no Tocantins

O Tocantins teve um crescimento de 62,54% no número de indenizações por mortes no trânsito entre janeiro e outubro de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, sendo o maior aumento do País, de acordo com o boletim divulgado pela Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, nesta terça-feira (21); a pesquisa apontou que foram 323 indenizações por morte pagas no estado no ano passado; neste ano a quantidade aumentou para 525

O Tocantins teve um crescimento de 62,54% no número de indenizações por mortes no trânsito entre janeiro e outubro de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, sendo o maior aumento do País, de acordo com o boletim divulgado pela Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, nesta terça-feira (21); a pesquisa apontou que foram 323 indenizações por morte pagas no estado no ano passado; neste ano a quantidade aumentou para 525
O Tocantins teve um crescimento de 62,54% no número de indenizações por mortes no trânsito entre janeiro e outubro de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, sendo o maior aumento do País, de acordo com o boletim divulgado pela Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, nesta terça-feira (21); a pesquisa apontou que foram 323 indenizações por morte pagas no estado no ano passado; neste ano a quantidade aumentou para 525 (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Tocantins 247 - O Tocantins teve um crescimento de 62,54% no número de indenizações por mortes no trânsito entre janeiro e outubro de 2017, na comparação com o mesmo período do ano passado, sendo o maior aumento do País, de acordo com o boletim divulgado pela Seguradora Líder, administradora do Seguro DPVAT, nesta terça-feira (21). A pesquisa apontou que foram 323 indenizações por morte pagas no estado no ano passado. Neste ano a quantidade aumentou para 525.

Piauí (60,74%) e Paraíba (58,97%) vêm atrás do Tocantins no crescimento desse tipo de indenização.

Os dados divulgados levam em conta o pagamento de indenizações referentes a acidente de até dois anos anteriores, pois quem sofre um acidente de trânsito, ou os parentes no caso de morte, pode solicitar o benefício em até três anos. 

Ainda segundo as estatísticas, na região norte, 62% das mortes registradas de janeiro a outubro de 2017 envolveram pessoas que estavam em motocicletas. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247