Número de presos por ataques no Ceará sobe para 399

O número de pessoas presas por suspeita de participação de ataques no Ceará desde o dia 2 de janeiro subiu para 399, informou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado neste sábado

Número de presos por ataques no Ceará sobe para 399
Número de presos por ataques no Ceará sobe para 399 (Foto: Wikimedia / Commons)

Sputinik – O número de pessoas presas por suspeita de participação de ataques no Ceará desde o dia 2 de janeiro subiu para 399, informou a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado neste sábado.

A suspeita é de que a ordem para os ataques parta de dentro dos presídios, coordenada pelos líderes de facções criminosas.

Na madrugada deste sábado, criminosos provocaram uma explosão em uma ponte em Fortaleza. Na sexta-feira, três homens foram presos após incendiar um ônibus na capital do estado.

Durante os últimos 18 dias, prédios públicos, viadutos, estradas, ônibus e locais com veículos foram incendiados ou atingidos de alguma forma pelos grupos criminosos.

Na quinta-feira, o governador do Ceará, Camilo Santana, solicitou ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, o reforço do apoio dado pelo governo federal no combate aos ataques. A Força Nacional de Segurança Pública atua no Ceará desde o início do mês.

A ofensiva teria começado em reação à nomeação do secretário de Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, e às medidas anunciadas como a não separação de presos em presídios por facção, informou Agência Brasil.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247