OAB-GO discute Plano Diretor de Goiânia em audiência pública

Entidade também entrou no circuito de audiências para avaliar alterações propostas pelo Executivo; prefeitura é criticada por atropelar discussões e recomendar mudanças que prejudicam o meio ambiente. Câmara aceitou promover debates após pressão da opinião da pública e de vereadores da oposição

OAB-GO discute Plano Diretor de Goiânia em audiência pública
OAB-GO discute Plano Diretor de Goiânia em audiência pública
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A Redação_ Com o objetivo de discutir o projeto da prefeitura que altera o Plano Diretor de Goiânia, representantes da Ordem dos Advogados, seccional Goiás (OAB-GO), se reuniram em uma audiência pública, na Câmara de Vereadores, desde às 8 horas desta segunda-feira (22/4). Um segundo debate está marcado para quinta-feira (25/4) na Universidade Federal de Goiás (UFG).

Na pauta está, entre outros pontos, é a instalação da empresa Hipermarcas na região Norte de Goiânia e a emenda apresentada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pelo vereador Richard Nixon (PRTB), que permite aos templos religiosos construir estacionamentos verticais gratuitos.

Na semana passada o presidente da Comissão Mista da Câmara, vereador Paulo Borges (PMDB), disse que as duas audiências servem para mostrar o interesse da Casa em debater com a sociedade uma questão importante para a cidade, que é o Plano Diretor. “Não temos pressa de colocar a matéria para ser votada em plenário. O trâmite será normal, sem açodamento nenhum”, garantiu.

Alterações polêmicas na lei, via projeto do Paço Municipal, já foram aprovadas em primeira votação no Legislativo, mas de acordo com Paulo Borges (PMDB) os vereadores da base não estão recebendo orientações do Paço para votar o projeto. “Isso não procede. Tanto é assim que vamos fazer as audiências para discutir profundamente esse Plano Diretor”, comentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247