Oposição adia votação sobre royalties

Na primeira sessão do ano da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Carlos Gaban (DEM) pediu vista ao parecer que trata da  antecipação dos recursos dos royalties do petróleo e adiou a votação para a próxima terça-feira (07/02). A proposta, que é de autoria do governo, autoriza a antecipação do pagamento para cobrir o rombo de R$1,6 bilhão da previdência estadual

Na primeira sessão do ano da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Carlos Gaban (DEM) pediu vista ao parecer que trata da  antecipação dos recursos dos royalties do petróleo e adiou a votação para a próxima terça-feira (07/02). A proposta, que é de autoria do governo, autoriza a antecipação do pagamento para cobrir o rombo de R$1,6 bilhão da previdência estadual
Na primeira sessão do ano da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado Carlos Gaban (DEM) pediu vista ao parecer que trata da  antecipação dos recursos dos royalties do petróleo e adiou a votação para a próxima terça-feira (07/02). A proposta, que é de autoria do governo, autoriza a antecipação do pagamento para cobrir o rombo de R$1,6 bilhão da previdência estadual (Foto: Voney Malta)

Bahia247 - A votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 4830/2013, que trata da antecipação dos recursos dos royalties do petróleo foi adida mais uma vez na Assembleia Legislativa da Bahia, durante a primeira sessão plenária do ano, realizada nesta quinta-feira (02/01). A notícia foi publicada por Cíntia Kelly, no site Bocao News (www.bocaonews.com.br). O deputado Carlos Gaban (DEM) pediu vista ao parecer da relatora da matéria na Comissão de Constituição e Justiça, Maria Luiza Laudano (PTB).

Com o pedido de vista feita pela oposição, a votação só deverá acontecer na próxima terça-feira (07). De autoria do governo, a proposta autoriza a antecipação em cinco anos dos recursos dos royalties de petróleo para cobrir o rombo de R$1,6 bilhão da previdência estadual, no ano passado. Para este ano, esse montante sobe para R$2,3 bilhões. A matéria dominou os debates na sessão desta quinta-feira (02/01).

O governador Jaques Wagner atribuiu o rombo à gestão anterior, do ex-governador Paulo Souto (DEM).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247