"Orquestra Jovem": governo leva inclusão para jovens do Santa Maria

Projeto atenderá crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, que terão formação musical e artística durante dez meses; investimento no 'Orquestra Jovem' é de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo que 60% desse montante é fruto do aporte da Energisa, da Sergás e da AlmavivA, patrocinadoras desta iniciativa; valor será aplicado na aquisição de instrumentos musicais, pagamento dos professores, material didático, pagamento de auxílio mensal de R$ 100 a cada um dos alunos; projeto é de iniciativa das secretarias de Inclusão Social e de Cultura, além do Instituto Banese

Projeto atenderá crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, que terão formação musical e artística durante dez meses; investimento no 'Orquestra Jovem' é de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo que 60% desse montante é fruto do aporte da Energisa, da Sergás e da AlmavivA, patrocinadoras desta iniciativa; valor será aplicado na aquisição de instrumentos musicais, pagamento dos professores, material didático, pagamento de auxílio mensal de R$ 100 a cada um dos alunos; projeto é de iniciativa das secretarias de Inclusão Social e de Cultura, além do Instituto Banese
Projeto atenderá crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, que terão formação musical e artística durante dez meses; investimento no 'Orquestra Jovem' é de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo que 60% desse montante é fruto do aporte da Energisa, da Sergás e da AlmavivA, patrocinadoras desta iniciativa; valor será aplicado na aquisição de instrumentos musicais, pagamento dos professores, material didático, pagamento de auxílio mensal de R$ 100 a cada um dos alunos; projeto é de iniciativa das secretarias de Inclusão Social e de Cultura, além do Instituto Banese (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

ASN - O projeto 'Orquestra Jovem' levará arte e esperança a aproximadamente 100 jovens do bairro Santa Maria, em Aracaju, a partir de 11 de março, data em que ocorrerá seu lançamento oficial. Através dele, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social terão formação musical e artística de excelência durante dez meses.

O 'Orquestra Jovem' é uma iniciativa do Governo de Sergipe, através das secretarias de Estado da Cultura (Secult) e Desenvolvimento Social (Seides), e do Instituto Banese, viabilizado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet. A Sergas, a Energisa e a AlmavivA patrocinam o projeto.

Execução do projeto

As aulas serão ministradas no Colégio Vitória de Santa Maria por professores de música, em sua maioria integrantes da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), que colocarão toda a sua experiência e talento a serviço da formação de novos artistas no Estado, proporcionando aos jovens de famílias que possuem renda per capita mensal de até R$ 70 o contato com a música clássica.

As crianças e os adolescentes beneficiados terão aulas de iniciação e aprimoramento musical por meio do estudo de instrumentos de corda e canto coral. O objetivo é que, após amadurecidas as aptidões musicais dos participantes, eles passem a fazer apresentações em conjunto e, posteriormente, possam garantir renda com o aprendizado obtido.

Investimento

O investimento no projeto 'Orquestra Jovem' é de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo que 60% desse montante é fruto do aporte da Energisa, da Sergás e da AlmavivA, patrocinadoras desta iniciativa. O valor será aplicado na aquisição de instrumentos musicais, pagamento dos professores, material didático, pagamento de auxílio mensal de R$ 100 a cada um dos alunos, entre outras despesas.

A secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, diz que o investimento é muito válido. "Através deste projeto, trabalharemos o aspecto fundamental da política cultural adotada pelo Governo de Sergipe: desenvolver a cultura por meio de seus aspectos sociais e econômicos. É uma grande oportunidade de transformar histórias de vida", justifica.

Eliane Aquino, secretária de Estado do Desenvolvimento Social, espera grandes resultados. "Através desse projeto há a possibilidade concreta de se investir na profissionalização musical dos jovens em situação de risco, para que eles possam mudar a realidade em que vivem. É um verdadeiro trabalho de inclusão social através da arte", enfatiza.

O superintendente do Instituto Banese, Ézio Déda, exalta a participação da instituição no projeto. "Com a execução do 'Orquestra Jovem', o Banco do Estado de Sergipe, por meio de seu instituto, se consolida como o maior apoiador da cultura sergipana. Temos a certeza de que este será um belo projeto que levará mais dignidade à comunidade do bairro Santa Maria", acredita.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email