Para Daniel Coelho, Bolsonaro tem 'muito de marketing'

Um dos chamados "cabeças-pretas" do PSDB – que desejam que o partido saia da base de apoio do governo Michel Temer, o deputado federal Daniel Coelho (PE), disse que a potencial pré-candidatura presidencial do também deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tem "uma dose de marketing muito grande", mas que, ainda assim, não deve ser menosprezada; "Mas eu vejo uma carência muito grande na qualidade e no conteúdo dos seus argumentos, às vezes é pobre na argumentação e tem dificuldade em prolongar um debate e explicar as posições. É radical, sim, mas muitas vezes ele joga para a plateia e tem uma dose de marketing muito grande", disse

Um dos chamados "cabeças-pretas" do PSDB – que desejam que o partido saia da base de apoio do governo Michel Temer, o deputado federal Daniel Coelho (PE), disse que a potencial pré-candidatura presidencial do também deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tem "uma dose de marketing muito grande", mas que, ainda assim, não deve ser menosprezada; "Mas eu vejo uma carência muito grande na qualidade e no conteúdo dos seus argumentos, às vezes é pobre na argumentação e tem dificuldade em prolongar um debate e explicar as posições. É radical, sim, mas muitas vezes ele joga para a plateia e tem uma dose de marketing muito grande", disse
Um dos chamados "cabeças-pretas" do PSDB – que desejam que o partido saia da base de apoio do governo Michel Temer, o deputado federal Daniel Coelho (PE), disse que a potencial pré-candidatura presidencial do também deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tem "uma dose de marketing muito grande", mas que, ainda assim, não deve ser menosprezada; "Mas eu vejo uma carência muito grande na qualidade e no conteúdo dos seus argumentos, às vezes é pobre na argumentação e tem dificuldade em prolongar um debate e explicar as posições. É radical, sim, mas muitas vezes ele joga para a plateia e tem uma dose de marketing muito grande", disse (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Um dos chamados "cabeças-pretas" do PSDB – que desejam que o partido saia da base de apoio do governo Michel Temer, o deputado federal Daniel Coelho (PE), disse que a potencial pré-candidatura presidencial do também deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tem "uma dose de marketing muito grande", mas que, ainda assim, não deve ser menosprezada.

O ideal é conciliar posições mais conservadoras com mais progressistas. Ele toca fogo na fogueira", disse Coelho durante entrevista ao cientista político Antonio Lavareda, no programa 20 minutos, exibido pela TV Jornal de Pernambuco. "Ele tem uma linguagem muito direta, consegue se comunicar com o povo, talvez como Lula consegue", ressaltou. "Mas eu vejo uma carência muito grande na qualidade e no conteúdo dos seus argumentos, às vezes é pobre na argumentação e tem dificuldade em prolongar um debate e explicar as posições. É radical, sim, mas muitas vezes ele joga para a plateia e tem uma dose de marketing muito grande", completou.

Segundo o parlamentar, candidatos mais moderados como Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Álvaro Dias (Podemos) e o governador de São Paulo , Geraldo Alckmin (PSDB), possuem mais chances de chegar a um eventual segundo turno que Bolsonaro. "O candidato Alckmin tem um grande desafio, que é conquistar uma parcela do eleitorado para chegar ao segundo turno, quando pegará um candidato de extrema-direita ou esquerda e a chance de um moderado ganhar é grande", avaliou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247