Patrus deve assumir Desenvolvimento Agrário

Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e um dos responsáveis pela implantação do Bolsa Família, será o novo ministro do Desenvolvimento Agrário; ele deve substituir Miguel Rossetto, que foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, onde estava Gilberto Carvalho

Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e um dos responsáveis pela implantação do Bolsa Família, será o novo ministro do Desenvolvimento Agrário; ele deve substituir Miguel Rossetto, que foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, onde estava Gilberto Carvalho
Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e um dos responsáveis pela implantação do Bolsa Família, será o novo ministro do Desenvolvimento Agrário; ele deve substituir Miguel Rossetto, que foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, onde estava Gilberto Carvalho (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Reportagem de André Jubé, no Valor Econômico, informa que Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e um dos responsáveis pela implantação do Bolsa Família, será o novo ministro do Desenvolvimento Agrário.

Ele deve substituir Miguel Rossetto, que foi deslocado para a Secretaria-Geral da Presidência, onde estava Gilberto Carvalho.

"O presidente do Incra, Carlos Guedes, chegou a ser apontado como sucessor de Rossetto no cargo, mas seu nome perdeu força porque a avaliação é que ele não tem o perfil político desejado para o cargo", diz a jornalista. "O nome de Patrus ganhou força nos últimos dias, como uma solução para que o PT mineiro continue representado na Esplanada, já que o ex-ministro do Desenvolvimento Fernando Pimentel elegeu-se governador de Minas Gerais."

A decisão será sacramentada num encontro entre o presidente do PT, Rui Falcão, e a presidente Dilma na próxima semana.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247