Paulão: “Jogo sujo dá o segundo golpe para controlar 2018”

O deputado federal Paulão (PT-AL), candidato a Prefeito de Maceió, afirmou estar espantando e indignado com o espetáculo midiático protagonizado pelo “Ministério Público Federal (MPF)” para incriminar, sem provas, o ex-presidente Lula; para ele, “mais uma vez prevaleceu a convicção daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos”; o parlamentar diz, ainda, que na República de Curitiba o que interessa é a convicção doentia e raivosa de setores reacionários que visam impedir qualquer possibilidade de Lula ser eleito presidente em 2018

O deputado federal Paulão (PT-AL), candidato a Prefeito de Maceió, afirmou estar espantando e indignado com o espetáculo midiático protagonizado pelo “Ministério Público Federal (MPF)” para incriminar, sem provas, o ex-presidente Lula; para ele, “mais uma vez prevaleceu a convicção daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos”; o parlamentar diz, ainda, que na República de Curitiba o que interessa é a convicção doentia e raivosa de setores reacionários que visam impedir qualquer possibilidade de Lula ser eleito presidente em 2018
O deputado federal Paulão (PT-AL), candidato a Prefeito de Maceió, afirmou estar espantando e indignado com o espetáculo midiático protagonizado pelo “Ministério Público Federal (MPF)” para incriminar, sem provas, o ex-presidente Lula; para ele, “mais uma vez prevaleceu a convicção daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos”; o parlamentar diz, ainda, que na República de Curitiba o que interessa é a convicção doentia e raivosa de setores reacionários que visam impedir qualquer possibilidade de Lula ser eleito presidente em 2018 (Foto: Voney Malta)

Alagoas 247 – O deputado federal Paulão (PT-AL), candidato a Prefeito de Maceió, afirmou estar espantando e indignado com o espetáculo midiático protagonizado pelo “Ministério Público Federal (MPF)” para incriminar, sem provas, o ex-presidente Lula.

Para ele, “mais uma vez prevaleceu a convicção daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos”.

O parlamentar diz ainda que na República de Curitiba o que interessa é a convicção doentia e raivosa de setores reacionários que visam impedir qualquer possibilidade de Lula ser eleito presidente em 2018.

Causa espanto e indignação o espetáculo midiático protagonizado pelo Ministério Público Federal com objetivo de incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo sem nenhuma prova. Mais uma vez, prevaleceu a “convicção” daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos.

Leia abaixo na íntegra texto publicado pelo deputado federal Paulão (PT-AL):

Jogo sujo dá o segundo golpe para controlar 2018

Causa espanto e indignação o espetáculo midiático protagonizado pelo Ministério Público Federal com objetivo de incriminar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo sem nenhuma prova. Mais uma vez, prevaleceu a “convicção” daqueles que destilam ódio ao PT e lutam, de todas as formas, para tirar da cena política o maior presidente da História do Brasil de todos os tempos.

Foi ferido o estado democrático de direito, foi rasgada a Constituição e todo ordenamento jurídico pátrio, simplesmente em nome de um movimento antipetista que ganhou força em segmentos do Judiciário, especialmente nos elencados na operação Lava Jato. De todos os ângulos, o alvo é claro: tirar o PT do poder e também do jogo eleitoral. Foi exatamente o que ocorreu com a ex-presidenta Dilma Rousseff.

Prova, para quê? Isso não vale mais no processo. Na República de Curitiba o que interessa é a convicção doentia e raivosa de setores reacionários que visam impedir qualquer possibilidade de Lula ser eleito presidente em 2018. Como bem definiu o Partido em nota, esses burocratas facciosos querem concluir o trabalho sujo que lhes foi encomendado pelas forças reacionárias, no intuito de restringir as próximas eleições um jogo controlado pelas oligarquias.

Na realidade, algo já foi provado: Lula não possui apartamento no Guarujá ou qualquer imóvel adquirido ilegalmente. Contudo, o procurador Deltan Dallagnol está “convicto” também de que Lula é chefe da quadrilha, por ter cumprindo suas atribuições  legais e ter nomeado pessoas para cargos na Petrobras e tais pessoas foram envolvidas em corrupção.

Então, seguindo o raciocínio do procurador, todos os governadores e prefeitos devem ser indiciados por qualquer ato praticado por um funcionário indicado por eles. De cara, Geraldo Alckmin seria condenado pelas denúncias relativas à Companhia de Trens Urbanos e à merenda escolar em São Paulo, e Aécio Neves poderia ser preso por desvios de recursos praticados por funcionários do governo de Minas Gerais. No caso desses dois tucanos falta a Justiça investigar, mas a vida de Lula já foi revirada, vasculhada, tentaram prendê-lo ilegalmente, fizeram condução coercitiva. Jamais comprovaram nada contra Lula, simplesmente porque ele é inocente.

Interessante que os mesmos que acusam Lula sem provas fazem vista grossa quando a Polícia Federal, por exemplo, apreende meia tonelada de cocaína em um helicóptero em Minas Gerais. Nesse caso, ninguém faz  juízo de valor, nenhuma “convicção”. Nunca veremos os culpados sendo punidos porque eles não são ligados ao PT. Sempre dois pesos, duas medidas, perseguição implacável aos grandes ícones da classe trabalhadora, os líderes dos mais carentes, das minorias, do povo em fim.

Acredito, no entanto, que no final das contas a verdade prevalerá e a História do Brasil vai virar essa página vergonhosa, essa farsa jurídica patrocinada pela elite. Vamos a frente!

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247