Pernambuco reduz em 8,5% assassinatos de mulheres

Pernambuco reduziu em 8,5% o número de mulheres assassinadas em todo o Estado entre os meses de janeiro e outubro deste ano quando em comparação com o mesmo período do exercício anterior; apesar do número ainda ser elevado, com 187 registros de assassinatos nos dez primeiros meses de 2014, o Estado conseguiu passar da segunda para a 16ª posição no ranking de mortes violentas de mulheres em nível nacional ao longo dos últimos oito anos

Pernambuco reduziu em 8,5% o número de mulheres assassinadas em todo o Estado entre os meses de janeiro e outubro deste ano quando em comparação com o mesmo período do exercício anterior; apesar do número ainda ser elevado, com 187 registros de assassinatos nos dez primeiros meses de 2014, o Estado conseguiu passar da segunda para a 16ª posição no ranking de mortes violentas de mulheres em nível nacional ao longo dos últimos oito anos
Pernambuco reduziu em 8,5% o número de mulheres assassinadas em todo o Estado entre os meses de janeiro e outubro deste ano quando em comparação com o mesmo período do exercício anterior; apesar do número ainda ser elevado, com 187 registros de assassinatos nos dez primeiros meses de 2014, o Estado conseguiu passar da segunda para a 16ª posição no ranking de mortes violentas de mulheres em nível nacional ao longo dos últimos oito anos (Foto: Paulo Emílio)

Pernambuco 247 - Pernambuco reduziu em 8,5% o número de mulheres assassinadas em todo o Estado entre os meses de janeiro e outubro deste ano quando em comparação com o mesmo período do exercício anterior. Apesar do número ainda ser elevado, com 187 registros de assassinatos nos dez primeiros meses de 2014, o Estado conseguiu passar da segunda para a 16ª posição no ranking de mortes violentas de mulheres em nível nacional ao longo dos últimos oito anos, segundo dados do Instituto Sangari.

De acordo com a Secretaria Estadual da Mulher, o ano de 2012 foi o que registrou o menor número de assassinatos de mulheres em todo o Estado, com 210 casos. Em 2013, este número chegou a 253 homicídios. Entre os anos de 2006 e 2013, a taxa caiu de 7,2 para 5,2 para grupo de 100 mil habitantes.

A redução nos indicadores é atribuída a um conjunto de ações preventivas, que envolvem eventos de conscientização sobre a Lei Maria da Penha e dos direitos da mulher, e repressivas, como o monitoramento dos agressores através do monitoramento à distância por meio do uso de tornozeleiras eletrônicas.

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247