PF desarticula bando que assaltava bancos em PE e AL

Polícia Federal (PF) realizou operação para desarticular uma quadrilha responsável por diversos assaltos a agências da Caixa Econômica Federal em Pernambuco e Alagoas; maior parte dos criminosos já se encontrava presa e ordenava as ações de dentro da penitenciária arreto Campelo, em Itamaracá (PE)

Polícia Federal (PF) realizou operação para desarticular uma quadrilha responsável por diversos assaltos a agências da Caixa Econômica Federal em Pernambuco e Alagoas; maior parte dos criminosos já se encontrava presa e ordenava as ações de dentro da penitenciária arreto Campelo, em Itamaracá (PE)
Polícia Federal (PF) realizou operação para desarticular uma quadrilha responsável por diversos assaltos a agências da Caixa Econômica Federal em Pernambuco e Alagoas; maior parte dos criminosos já se encontrava presa e ordenava as ações de dentro da penitenciária arreto Campelo, em Itamaracá (PE) (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil - A Polícia Federal (PF) realizou hoje (21) uma operação para desarticular uma quadrilha responsável por diversos assaltos a agências da Caixa Econômica Federal em Pernambuco e Alagoas. A maior parte dos criminosos já se encontrava presa e ordenava as ações de dentro da penitenciária.

Foram cumpridos na Operação Avatar oito mandados de prisão preventiva, sendo seis deles contra internos da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá (PE). Eles foram transferidos para a superintendência da PF no Recife. Outro mandado tem como alvo um detento de Alagoas e um último a uma pessoa solta.

As investigações começaram no ano passado, quando um grupo fortemente armado realizou assaltos contra agências da Caixa no centro do Recife e em Rio Doce, bairro de Olinda, em agosto e outubro, respectivamente.

Tiroteio

Quando a quadrilha se preparava para mais um assalto, em Piranhas (AL), os investigadores conseguiram identificar e abordar alguns de seus integrantes, que atiraram nos policiais antes de serem presos.

O demais membros da gangue foram identificados quando detidos por outros crimes. Eles agora vão responder pelas acusações de roubo qualificado e formação de organização criminosa armada.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247