Piauí é o 2º do País em acompanhamento do programa Bolsa Família

No Piauí, do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo programa Bolsa Família , 99,17% cumpriram a frequência escolar exigida pelo programa; esse indicador coloca o estado como o 1º da região Nordeste e o 2º no ranking nacional, ficando atrás apenas do Amapá, com 99,39%; manter os filhos na escola faz parte das chamadas condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos firmados pelos beneficiários e pelo poder público nas áreas de educação e saúde para a superação da pobreza

No Piauí, do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo programa Bolsa Família , 99,17% cumpriram a frequência escolar exigida pelo programa; esse indicador coloca o estado como o 1º da região Nordeste e o 2º no ranking nacional, ficando atrás apenas do Amapá, com 99,39%; manter os filhos na escola faz parte das chamadas condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos firmados pelos beneficiários e pelo poder público nas áreas de educação e saúde para a superação da pobreza
No Piauí, do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo programa Bolsa Família , 99,17% cumpriram a frequência escolar exigida pelo programa; esse indicador coloca o estado como o 1º da região Nordeste e o 2º no ranking nacional, ficando atrás apenas do Amapá, com 99,39%; manter os filhos na escola faz parte das chamadas condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos firmados pelos beneficiários e pelo poder público nas áreas de educação e saúde para a superação da pobreza (Foto: Leonardo Lucena)

Por Mirian Teles

No Piauí, do total de crianças e adolescentes acompanhados pelo programa Bolsa Família , 99,17% cumpriram a frequência escolar exigida pelo programa. Esse indicador coloca o estado como o 1º da região Nordeste e o 2º no ranking nacional, ficando atrás  apenas do Amapá, com 99,39%. Manter os filhos na escola faz parte das chamadas condicionalidades do Bolsa Família, que são compromissos firmados pelos beneficiários e pelo poder público nas áreas de educação e saúde para a superação da pobreza.

A condicionalidade é um reforço a um direito das famílias, que é o acesso a serviços sociais, como a educação. “Nesse sentido, o incansável trabalho desenvolvido pela Seduc, com a Sasc e os parceiros municipais, tem colaborado para a boa gestão do Programa Bolsa Família e suas condicionalidades no Piauí”, ressalta o secretario da Sasc, Henrique Rebêlo.

O Bolsa Família não garante apenas transferência de renda a famílias pobres e extremamente pobres. O programa também contribui para o acesso de crianças e jovens à educação. Entre outubro e novembro de 2016, 14,7 milhões de alunos beneficiários do programa tiveram a frequência escolar acompanhada, o que representa 92% dos estudantes de 6 a 17 anos que integram o Bolsa Família. O resultado é o melhor dos últimos três anos.

Condicionalidades

Por meio das condicionalidades, o governo federal consegue identificar as famílias que estão com dificuldade de acessar os serviços de educação e saúde. Nesses casos, elas passam a receber atenção prioritária da assistência social para que os problemas sejam solucionados.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247