Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela, diz Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde divulgou que o Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela; o estado, que tem 58 cidades com recomendação para a vacina, registrou a morte recentemente de quatro macacos, sendo dois em São Raimundo Nonato, um em Jatobá do Piauí, e um na zona Rural de Teresina; de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, em Jatobá, o animal morreu em consequência de um atropelamento

O Ministério da Saúde divulgou que o Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela; o estado, que tem 58 cidades com recomendação para a vacina, registrou a morte recentemente de quatro macacos, sendo dois em São Raimundo Nonato, um em Jatobá do Piauí, e um na zona Rural de Teresina; de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, em Jatobá, o animal morreu em consequência de um atropelamento
O Ministério da Saúde divulgou que o Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela; o estado, que tem 58 cidades com recomendação para a vacina, registrou a morte recentemente de quatro macacos, sendo dois em São Raimundo Nonato, um em Jatobá do Piauí, e um na zona Rural de Teresina; de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, em Jatobá, o animal morreu em consequência de um atropelamento (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí 247 - O Ministério da Saúde divulgou na terça-feira (30) que o Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela. O estado, que tem 58 cidades com recomendação para a vacina, registrou a morte recentemente de quatro macacos, sendo dois em São Raimundo Nonato, um em Jatobá do Piauí, e um na zona Rural de Teresina.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, em Jatobá, o animal morreu em consequência de um atropelamento. 

Outro caso que havia sido notificado foi descartado para a doença. Os dados são referentes ao período de 1º julho de 2017 a 30 de janeiro deste ano.

Os de São Raimundo Nonato, a pasta afastou a possibilidade de a causa das mortes ter sido febre amarela. O animal encontrado morto no povoado Cocal, em Teresina. As investigações estão em andamento.

O Ministério da Saúde atualizou na terça (30) as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no país. No período de monitoramento (de 1º de julho/2017 a 30 de janeiro de 2018), foram confirmados 213 casos de febre amarela no país, sendo que 81 vieram a óbito. Ao todo, foram notificados 1.080 casos suspeitos, sendo que 432 foram descartados e 435 permanecem em investigação, neste período.

No ano passado, de julho de 2016 até 30 janeiro de 2017, eram 468 casos confirmados e 147 óbitos confirmados. Os informes de febre amarela seguem, desde o ano passado, a sazonalidade da doença, que acontece, em sua maioria, no verão. Dessa forma, o período para a análise considera de 1º de julho a 30 de junho de cada ano.

Campanha

A campanha de fracionamento da vacina contra a febre amarela começou na última quinta-feira (25) nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A antecipação foi adotada porque o Ministério da Saúde já repassou, a ambos os estados, os insumos que serão utilizados nas campanhas. A campanha de vacinação no estado da Bahia começa no dia 19 de fevereiro.

Para auxiliar os estados e municípios na realização da campanha, pasta informou que vai encaminhar aos estados R$ 54 milhões. Desse total, já foram repassados R$ 15,8 milhões para São Paulo; R$ 30 milhões para Rio de Janeiro, e está em trâmite a portaria que autorizará o repasse no valor de R$ 8,2 milhões para a Bahia.

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247