Piauí registra queda de 83,9% nos casos de dengue

Os dados referentes às três primeiras semanas epidemiológicas de 2017 revelam que houve redução de 83,9% nas notificações de dengue, em relação ao mesmo período de 2016; até o dia 2 de fevereiro deste ano, a Secretaria de Estado da Saúde registrou 45 casos prováveis da doença, contra 280 no ano passado; dos 45 casos, nove foram confirmados e não houve registro de ocorrência de óbitos; dos 12 municípios que notificaram a dengue, Teresina, Picos, Ribeiro Gonçalves, Geminiano e Patos do Piauí foram os que apresentaram maior número de casos prováveis notificados da doença

Aedes
Aedes (Foto: Leonardo Lucena)

Por Denise Nascimento

Os dados referentes às três primeiras semanas epidemiológicas de 2017 revelam que houve redução de 83,9% nas notificações de dengue, em relação ao mesmo período de 2016. Até o dia 2 de fevereiro deste ano, a Secretaria de Estado da Saúde registrou 45 casos prováveis da doença, contra 280 no ano passado.

Dos 45 casos, nove foram confirmados e não houve registro de ocorrência de óbitos. Dos 12 municípios que notificaram a dengue, Teresina, Picos, Ribeiro Gonçalves, Geminiano e Patos do Piauí foram os que apresentaram maior número de casos prováveis notificados da doença.

As cidades com maior incidência de dengue por 100 mil habitantes foram Santana do Piauí, Campo Grande do Piauí, Patos do Piauí, Ribeiro Gonçalves e Geminiano. Em nenhum caso notificado houve sinais de alarme, nem casos de dengue grave.

Com relação à zika, foram notificados dois casos. Já para chikungunya e microcefalia, o Piauí segue sem notificações dessas doenças em 2017.

Para o primeiro semestre de 2017, a secretaria traçou o Plano de Ação para prevenção e combate dessas doenças que prevê a manutenção do funcionamento da Sala Estadual de Coordenação e Controle das arboviroses, implementar e intensificar ações de sensibilização e mobilização social, requisição do exército para ações na capital e interior e intensificar supervisão e apoio técnico aos municípios dentre outras.

Confira aqui o boletim.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247