Pimenta critica “Eficiência” de operação da PF contra Eike

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) fez neste sábado, 28, duras críticas à Operação Eficiência, fase da Lava Jato que teve como um dos alvos o empresário Eike Batista, acusado de repassar US$ 16,5 milhões em propina para o ex-governador do Rio Sergio Cabral "Eike Batista saiu pelo Galeão, passou pela PF, apresentou seu passaporte, mas a PF foi na casa dele conferir se ele estava em casa ??", questiona; "Como ele ñ tem curso superior preso iria p/ uma cela comum.Como tem passaporte alemão se chegar lá, nunca mais volta. Viva a EFICIÊNCIA"

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) fez neste sábado, 28, duras críticas à Operação Eficiência, fase da Lava Jato que teve como um dos alvos o empresário Eike Batista, acusado de repassar US$ 16,5 milhões em propina para o ex-governador do Rio Sergio Cabral "Eike Batista saiu pelo Galeão, passou pela PF, apresentou seu passaporte, mas a PF foi na casa dele conferir se ele estava em casa ??", questiona; "Como ele ñ tem curso superior preso iria p/ uma cela comum.Como tem passaporte alemão se chegar lá, nunca mais volta. Viva a EFICIÊNCIA"
Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) fez neste sábado, 28, duras críticas à Operação Eficiência, fase da Lava Jato que teve como um dos alvos o empresário Eike Batista, acusado de repassar US$ 16,5 milhões em propina para o ex-governador do Rio Sergio Cabral "Eike Batista saiu pelo Galeão, passou pela PF, apresentou seu passaporte, mas a PF foi na casa dele conferir se ele estava em casa ??", questiona; "Como ele ñ tem curso superior preso iria p/ uma cela comum.Como tem passaporte alemão se chegar lá, nunca mais volta. Viva a EFICIÊNCIA" (Foto: Aquiles Lins)

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) fez neste sábado, 28, duras críticas à Operação Eficiência, fase da Lava Jato que teve como um dos alvos o empresário Eike Batista, acusado de repassar US$ 16,5 milhões em propina para o ex-governador do Rio Sergio Cabral (PMDB), que está preso. 

Pimenta afirmou que Eike é "reincidente" em fugir de operações da PF. O deputado lembra que em julho de 2008, a Polícia Federal deflagrou a operação Toque de Midas, para apurar irregularidades na construção de uma ferrovia no Amapá. "Um dos alvos, era Eike Batista. Chegando a sua mansão, deram com a cara na porta. Ele havia vazado para Nova York e ficou tudo bem!!", contou o parlamentar em sua página no Twitter.

"Além dessa 'fuga' a PF sabe q Eike Batista, é réu em várias outras ações q envolvem crimes contra pessoas e contra o mercado financeiro. Mesmo assim, a chamada operação Eficiência, da PF, só foi deflagrada 11 dias após o mandato de prisão ser expedido pelo juiz Brettas. Mais uma vez a PF chega até a Mansao de Eike Batista e da com a cara na porta. E querem que a gente acredite que ele não sabia de nada!", critica. 

O deputado petista afirma ainda que Eike Batista se ofereceu para delatar políticos do PSDB "de alta plumagem" (leia aqui). "A 'Lava Jato' não quiz. 'Não era o momento certo'. Eike Batista saiu pelo Galeão, passou pela PF, apresentou seu passaporte, mas a PF foi na casa dele conferir se ele estava em casa ??", questiona Pimenta.

"Como ele ñ tem curso superior preso iria p/ uma cela comum.Como tem passaporte alemão se chegar lá, nunca mais volta. Viva a EFICIÊNCIA."

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247