Pimenta expõe contradição de Moro: contra ele palavra de acusado não vale

"É quase inacreditável que Moro, tenha coragem de dizer que "lamenta que a imprensa de crédito a palavra de um criminoso acusado"", escreveu no Twitter o deputado federal Paulo Pimenta; "Contra mim palavra de acusado não vale, sou juiz e não sou do PT. Respeitem a presunção de inocência!! Por favor, onde isso vai parar?", disse Pimenta, que também postou uma foto em que Moro apareceu com expressão de preocupação; advogado Rodrigo Tacla Duran acusa o também advogado Carlos Zucolotto Júnior, amigo do juiz Sergio Moro, de vender favores na Operação Lava Jato, como a redução de penas e multas

paulo pimenta
paulo pimenta (Foto: José Barbacena)

Rio Grande do Sul 247 - Investigado na Lava Jato, o advogado Rodrigo Tacla Duran, que tem cidadania espanhola e não foi extraditado ao Brasil, acusa o advogado Carlos Zucolotto Júnior, amigo do juiz Sergio Moro, de vender favores na Operação Lava Jato, como a redução de penas e multas.

"É quase inacreditável que Moro, tenha coragem de dizer que "lamenta que a imprensa de crédito a palavra de um criminoso acusado"", escreveu no Twitter o deputado federal Paulo Pimenta.

"Contra mim palavra de acusado não vale, sou juiz e não sou do PT. Respeitem a presunção de inocência!! Por favor, onde isso vai parar?", disse Pimenta, que também postou uma foto em que Moro apareceu com expressão de preocupação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247