Pimenta: Moro fabrica delações na calada da noite para tentar condenar Lula

"É uma negociação perversa, uma 'esperteza' jurídica de Moro e os Golden Boys para tentar incriminar Lula, às vésperas do depoimento em Curitiba. Diante da falta de provas 'as favas os escrúpulos', dizem os autoritários diante da lei", diz o deputado Paulo Pimenta, ao comentar as novas delações premiadas contra o ex-presidente

Brasília- DF- Brasil- 01/04/2016- Dep. Paulo Pimenta (PT - RS), concede entrevista. Foto: Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputados
Brasília- DF- Brasil- 01/04/2016- Dep. Paulo Pimenta (PT - RS), concede entrevista. Foto: Zeca Ribeiro/ Câmara dos Deputados (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Paulo Pimenta (PT-RS)

As delações que estão sendo negociadas na calada da noite – confessadas pelo MPF e pelo advogado das partes são inaceitáveis.

Eles acharam uma 'brecha jurídica'. Eles não precisam falar a verdade, pois não são testemunhas e como acusados podem mentir para se defenderem.

E como ainda estão em 'fase de negociação das delações', também não precisam falar a verdade pois não estão sob juramento.  

É uma negociação perversa, uma 'esperteza' jurídica de Moro e os Golden Boys para tentar incriminar Lula, às vésperas do depoimento em Curitiba. Diante da falta de provas 'as favas os escrúpulos', dizem os autoritários diante da lei. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email