Pimenta mostra alternativas ignoradas pelo governo para arrecadar

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou nesta segunda-feira, 14, a falta de iniciativa do governo de Michel Temer para aumentar a arrecadação sem penalizar os brasileiros menos favorecidos; "Esse governo golpista antes de anunciar rombo nas contas deveria ter coragem de cortar verbas do milionário Sistema S, por exemplo", disse o deputado em sua página no Twitter; "Ou cobrar impostos sobre lucros e dividendos das grandes empresas e principalmente dos bancos que nunca reduziram seus ganhos na crise", sugeriu 

Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou nesta segunda-feira, 14, a falta de iniciativa do governo de Michel Temer para aumentar a arrecadação sem penalizar os brasileiros menos favorecidos; "Esse governo golpista antes de anunciar rombo nas contas deveria ter coragem de cortar verbas do milionário Sistema S, por exemplo", disse o deputado em sua página no Twitter; "Ou cobrar impostos sobre lucros e dividendos das grandes empresas e principalmente dos bancos que nunca reduziram seus ganhos na crise", sugeriu 
Deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou nesta segunda-feira, 14, a falta de iniciativa do governo de Michel Temer para aumentar a arrecadação sem penalizar os brasileiros menos favorecidos; "Esse governo golpista antes de anunciar rombo nas contas deveria ter coragem de cortar verbas do milionário Sistema S, por exemplo", disse o deputado em sua página no Twitter; "Ou cobrar impostos sobre lucros e dividendos das grandes empresas e principalmente dos bancos que nunca reduziram seus ganhos na crise", sugeriu  (Foto: Aquiles Lins)

Rio Grande do Sul 247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) criticou nesta segunda-feira, 14, a falta de iniciativa do governo de Michel Temer para aumentar a arrecadação sem penalizar os brasileiros menos favorecidos. 

"Esse governo golpista antes de anunciar rombo nas contas deveria ter coragem de cortar verbas do milionário Sistema S, por exemplo", disse o deputado em sua página no Twitter. 

Pimenta sugeriu também a cobrança de Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) sobre aviões particulares, jatos, iates e helicópteros, que não pagam impostos porque o Supremo Tribunal Federal exige uma lei que permita isso. 

"Ou cobrar impostos sobre lucros e dividendos das grandes empresas e principalmente dos bancos que nunca reduziram seus ganhos na crise. E não se vê uma medida para cobrar grandes devedores, e sim para perdoar dívidas bilionárias como no REFIS e no FUNRURAL, entre outras", listou o parlamentar. 

O governo de Michel Temer anuncia nesta segunda-feira a mudança na meta fiscal para este ano e 2018. O déficit nas contas do governo deve passar de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247