Polícia de SP reprime manifestação de estudantes

Polícia Militar usou bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar uma manifestação de estudantes contra a reorganização da rede estadual de São Paulo, que deve fechar 93 unidades de ensino, na noite desta terça-feira, 1º, na Avenida 9 de Julho, região central da capital; a Tropa de Choque avançou em direção ao protesto e pelo menos quatro pessoas foram detidas

Polícia Militar usou bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar uma manifestação de estudantes contra a reorganização da rede estadual de São Paulo, que deve fechar 93 unidades de ensino, na noite desta terça-feira, 1º, na Avenida 9 de Julho, região central da capital; a Tropa de Choque avançou em direção ao protesto e pelo menos quatro pessoas foram detidas
Polícia Militar usou bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar uma manifestação de estudantes contra a reorganização da rede estadual de São Paulo, que deve fechar 93 unidades de ensino, na noite desta terça-feira, 1º, na Avenida 9 de Julho, região central da capital; a Tropa de Choque avançou em direção ao protesto e pelo menos quatro pessoas foram detidas (Foto: Roberta Namour)

247 - A Polícia Militar usou bombas de efeito moral e spray de pimenta para dispersar uma manifestação de estudantes contra a reorganização da rede estadual de São Paulo, que deve fechar 93 unidades de ensino, na noite desta terça-feira, 1º, na Avenida 9 de Julho, região central da capital.

A manifestação começou por volta das 18h, quando os estudantes interditaram a via, próximo à Ponte Júlio de Mesquita. A Tropa de Choque avançou em direção ao protesto e pelo menos quatro pessoas foram detidas.

Um outro protesto de alunos da Escola Estadual Professor Silvio Xavier Antunes, na Zona Norte, fechou a pista local da Marginal Tietê, na altura da Ponte do Piqueri, na manhã desta terça-feira (1º) em São Paulo.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública disse que a corporação tentava "evitar o confronto entre motoristas que avançaram contra os manifestantes que bloqueavam a via".

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247