Polícia Federal deflagra operação contra pornografia infantil no Ceará e mais 13 estados

Cerca de 350 Policiais Federais participam da 2ª fase da Operação Glasnost, deflagrada nesta terça-feira (25), pela Polícia Federal (PF) para combater a exploração sexual de crianças e compartilhamento de pornografia infantil na internet. A PF cumpre mandados de busca e apreensão, de prisão preventiva e de condução coercitiva em 51 municípios, nos estados do Ceará, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe

Cerca de 350 Policiais Federais participam da 2ª fase da Operação Glasnost, deflagrada nesta terça-feira (25), pela Polícia Federal (PF) para combater a exploração sexual de crianças e compartilhamento de pornografia infantil na internet. A PF cumpre mandados de busca e apreensão, de prisão preventiva e de condução coercitiva em 51 municípios, nos estados do Ceará, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe
Cerca de 350 Policiais Federais participam da 2ª fase da Operação Glasnost, deflagrada nesta terça-feira (25), pela Polícia Federal (PF) para combater a exploração sexual de crianças e compartilhamento de pornografia infantil na internet. A PF cumpre mandados de busca e apreensão, de prisão preventiva e de condução coercitiva em 51 municípios, nos estados do Ceará, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe (Foto: Fatima 247)

Ceará 247 - A 2ª fase da Operação Glasnost, deflagrada nesta terça-feira (25), pela Polícia Federal (PF) para combater a exploração sexual de crianças e compartilhamento de pornografia infantil na internet, em 14 estado envolve também o Ceará.

Cerca de 350 Policiais Federais participam da operação e cumprem mandados de busca e apreensão, de prisão preventiva e de condução coercitiva em 51 municípios, nos estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe.

Na primeira fase da Operação Glasnost, deflagrada em novembro de 2013, 30 pessoas foram presas, em flagrante, por posse de pornografia infantil. Também foram resgatadas vítimas desses abusadores, com idades entre 5 anos e 9 anos.

As investigações deste caso começaram com o monitoramento de um site russo, onde pedófilos de todo o mundo se encontravam para compartilhar pornografia infantil.

Os usuários deste site produziam e armazenavam fotos e vídeos de crianças, adolescentes e até mesmo de bebês, com poucos meses de vida, muitos deles sendo abusados sexualmente por adultos.

O nome da operação - Glasnost - é uma referência ao termo russo que significa transparência.

Com informações da Agência Brasil

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247