Polícia prende 2º suspeito de espancar ambulante até a morte

A polícia prendeu na tarde desta quarta (28) Alípio Rogério Belo dos Santos, segundo suspeito de espancar até a morte o ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, na estação Pedro 2º do Metrô de São Paulo, no último domingo (25); Santos estava na casa de um amigo na região de São Mateus, zona leste da capital paulista

A polícia prendeu na tarde desta quarta (28) Alípio Rogério Belo dos Santos, segundo suspeito de espancar até a morte o ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, na estação Pedro 2º do Metrô de São Paulo, no último domingo (25); Santos estava na casa de um amigo na região de São Mateus, zona leste da capital paulista
A polícia prendeu na tarde desta quarta (28) Alípio Rogério Belo dos Santos, segundo suspeito de espancar até a morte o ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, na estação Pedro 2º do Metrô de São Paulo, no último domingo (25); Santos estava na casa de um amigo na região de São Mateus, zona leste da capital paulista (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A polícia prendeu na tarde desta quarta-feira (28) Alípio Rogério Belo dos Santos, segundo suspeito de espancar até a morte o ambulante Luiz Carlos Ruas, 54, na estação Pedro 2º do Metrô de São Paulo, no último domingo (25).

Santos estava na casa de um amigo na região de São Mateus, zona leste da capital paulista, e será encaminhado para a Delegacia de Polícia do Metrô, na Barra Funda (zona oeste). A polícia chegou a ele através de pistas.

Santos e o primo Ricardo Nascimento foram flagrados por câmeras de segurança e por testemunhas. Eles teriam agredido duas travestis quando o camelô interferiu na briga e passou a ser atacado. Ruas fugiu, mas foi derrubado e espancado na área livre do mezanino, próximo à bilheteria da estação estação. Não havia seguranças no local.

Os dois suspeitos tiveram decretada prisão temporária de 30 dias por homicídio qualificado e agressão a outras duas travestis. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email