Polícia prende quadrilha chefiada de dentro de presídio em Sergipe

Durante operação na Bahia e em Sergipe, a Polícia Civil (PC) prendeu 15 integrantes de uma quadrilha, que era comandada do interior do Presídio de São Cristóvão, em Sergipe; as prisões foram efetuadas por 140 agentes sob o comando da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, de Alagoinhas (BA); eles cumpriram 34 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão nas cidades de Rio Real, na Bahia, e Indiaroba e São Cristóvão, em Sergipe

Durante operação na Bahia e em Sergipe, a Polícia Civil (PC) prendeu 15 integrantes de uma quadrilha, que era comandada do interior do Presídio de São Cristóvão, em Sergipe; as prisões foram efetuadas por 140 agentes sob o comando da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, de Alagoinhas (BA); eles cumpriram 34 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão nas cidades de Rio Real, na Bahia, e Indiaroba e São Cristóvão, em Sergipe
Durante operação na Bahia e em Sergipe, a Polícia Civil (PC) prendeu 15 integrantes de uma quadrilha, que era comandada do interior do Presídio de São Cristóvão, em Sergipe; as prisões foram efetuadas por 140 agentes sob o comando da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, de Alagoinhas (BA); eles cumpriram 34 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão nas cidades de Rio Real, na Bahia, e Indiaroba e São Cristóvão, em Sergipe (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

Durante operação na Bahia e em Sergipe, a Polícia Civil (PC) prendeu nesta quinta-feira (17) 15 integrantes de uma quadrilha, que era comandada do interior do Presídio de São Cristóvão, em Sergipe.

As prisões foram efetuadas por 140 agentes sob o comando da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, de Alagoinhas (BA). Eles cumpriram 34 mandados de prisão preventiva e 34 de busca e apreensão nas cidades de Rio Real, na Bahia, e Indiaroba e São Cristóvão, em Sergipe.

Segundo informações da Polícia Civil, os presos faziam parte de uma organização criminosa investigada há mais de dez meses. Sediada em Rio Real, a quadrilha é responsável por mais de 20 assassinatos de traficantes rivais ou usuários de drogas ilícitas endividados.

Outros crimes foram cometidos pelos detidos: roubos, tortura, sequestros e extorsões. Com eles, foram apreendidos dez quilos de maconha e 300 trouxas da droga, oito papelotes de cocaína, uma arma e 11 celulares.

Cerca de 40 pessoas fazem parte da organização criminosa, estruturada em hierarquias e divisões de tarefas específicas para cada função. O líder da quadrilha foi identificado como André Luiz Conceição Ferreira, detento do presídio de São Cristóvão. Segundo a polícia, ele comanda a organização por intermédio da companheira dele, conhecida como Tico. Além de André, foi identificado seu principal braço direito, em liberdade, Luiz Alex Sá Santos, morador de Indiaroba.

Outras 13 pessoas foram presas e outros seis integrantes da quadrilha já haviam sido detidos em operações anteriores.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email