Pré-Caju teria ocorrido fora dos padrões exigidos pelos bombeiros

“Uma ordem superior desconsiderou este laudo. E o poder econômico realizou o evento. Quando ocorre uma tragédia, vamos buscar os culpados. O culpado está em autoridades que desconsideram o laudo técnico em nome do capital. E isto não é uma exclusividade do Pré-Caju deste ano. Há cinco anos, a festa acontece desconsiderando o laudo técnico”, denunciou o deputado Samuel Barreto (PSL)

Pré-Caju teria ocorrido fora dos padrões exigidos pelos bombeiros
Pré-Caju teria ocorrido fora dos padrões exigidos pelos bombeiros
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Valter Lima, do Sergipe 247 – O Pré-Caju 2013 teria ocorrido mesmo com um laudo do Corpo de Bombeiros atestando uma série de irregularidades. E não é a primeira vez que isto acontece. Nos últimos cinco anos, o esquema de combate a incêndio e evacuação de pessoas não foi aprovado pelos técnicos bombeiros.

A denúncia foi feita pelo deputado estadual Samuel Barreto (PSL), na tarde desta segunda-feira (25), no plenário da Assembleia Legislativa. “O Pré-Caju ocorreu fora dos padrões exigidos pelo Corpo dos Bombeiros. Quem foi a autoridade que foi coagida a deixar a festa acontecer mesmo com um laudo contrário do dia anterior ao início da festa? Isso lembra a força econômica indo em cima da forma técnica”, afirmou.

De acordo com o parlamentar, três promotores do Ministério Público Estadual (Jarbas Adelino, Daniel Carneiro e Renê Antônio Erba) receberam a denúncia e solicitaram ao Corpo de Bombeiros o laudo produzido sobre a festa no dia 20 de janeiro. Entre as irregularidades detectadas pelos bombeiros estão fios de energia elétricos desencapados e escadas dos camarotes com tamanho inapropriado, além da ausência de um plano consistente de combate a incêndio e evacuação em casos de acidentes.

“Uma ordem superior desconsiderou este laudo. E o poder econômico realizou o evento. Quando ocorre uma tragédia, vamos buscar os culpados. O culpado está em autoridades que desconsideram o laudo técnico em nome do capital. E isto não é uma exclusividade do pré-caju deste ano. Há cinco anos, a festa acontece desconsiderando o laudo técnico”, afirmou Samuel, que cobrou a convocação do comandante do Corpo de Bombeiros pela Assembleia para se pronunciar sobre o caso.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email